4 Livros que não posso deixar de ler em 2021

Oi você! Já que este é o meu primeiro TopList do ano, não posso deixar de falar dos livros que não posso deixar de ler este ano. Será que vou conseguir cumprir minha meta? Espero que sim. Então vamos lá:


1984 – George Orwell

(compre aqui)

Sinopse: Publicado em 1949, 1984, de George Orwell nasceu destinado à polêmica. Traduzido em mais de sessenta países, virou minissérie, filmes, quadrinhos, mangás e até uma ópera. Ganhou holofotes em 1999, quando a produtora holandesa Endemol batizou seu reality show (formato que chegou à TV nos anos 1970), de Big Brother, o mais sinistro personagem, ou melhor, entidade do livro.

No enredo que tem Londres como cenário (na fictícia Oceânia) -, tudo gira em torno do Grande Irmão. “Quarenta e cinco anos, de bigodão preto e feições rudemente agradáveis”, o Big Brother é o líder máximo. Assumiu o poder depois de uma guerra de escala global (análoga à Segunda Guerra, porém com mais explosões atômicas), que eliminou as nações e criou três grandes estados transcontinentais totalitários. O trabalho de Winston, o herói de 1984, é reescrever artigos de jornais do passado, de modo que o registro histórico sempre apoie a ideologia do Partido.

Agora que os livros do autor entraram em domínio público, estão sendo lançadas várias novas edições. Uma mais linda que as outra. Alguém aqui já leu?


Razão e Sensibilidade – Jane Austen

(compre aqui)

Sinopse: Este foi o primeiro romance de Jane Austen. Publicado em 1811, logo recebeu reconhecimento do público. Razão e Sensibilidade é um livro em que as irmãs Elinor e Marianne representam uma dualidade, de maneira alternada, ao longo da narrativa. As expectativas vividas pelas duas com a perda, o amor e a esperança, nos aponta para um excelente panorama da vida das mulheres de sua época. As irmãs vivem em uma sociedade rígida, e ambas tentam sobreviver a esse mundo cheio de regras e injustiças. Tanto a sensível e sensata Elinor como a romântica e impetuosa Marianne se veem fadadas a aceitar um destino infeliz por não possuírem fortuna nem influências, obrigadas a viver em um mundo dominado por dinheiro e interesse. As duas personagens passam por um processo intenso de aprendizagem, mesclando a razão com os sentimentos em busca por um final feliz.

Tenho tentado ler mais clássicos, os livros da Jane tem tudo para eu amar.


Perfeito para o Papel – Jewel E. Ann

(compre aqui)

Sinopse: Flint Hopkins encontra a inquilina perfeita para alugar o espaço sobre seu escritório de advocacia em Minneapolis.
Todos os requisitos foram preenchidos na proposta de Ellen. As referências dela são boas. E ela é bonita.
Até…

Flint descobrir que Ellen Rodgers, musicoterapeuta certificada, toca instrumentos musicais. Bongô, violão, canto – nada de Beethoven que se pudesse controlar com fones de ouvido com cancelamento de ruído.
O advogado implacável envia um aviso de despejo para a efervescente ruiva que cantarola eternamente, que é sexy demais para o próprio bem. Mas a sorte está do lado de Ellen, e Harrison, o filho autista de Flint, gosta dela à primeira vista. Um pai solteiro não pode competir com violões – e ratos. Sim, ela tem ratos de estimação.
Essa mulher…

Ela é irritantemente feliz e tem uma necessidade constante de tocá-lo – ajeitar sua gravata, abotoar sua camisa, invadir seu espaço e bagunçar sua cabeça.
Mesmo assim…
Ela precisa ir embora.O relacionamento de desejo e ódio progride para algo bonito e trágico. Essa sexy comédia romântica explora as coisas que queremos, as coisas de que precisamos e as decisões impossíveis que pais e filhos tomam para sobreviver

Eu sou completamente apaixonado pelos livros dessa editora. Quero ler todos!


Nuthell: Diário de um Aprisionado –  Giulio Berruti

(compre aqui)

Sinopse: Nico vive em um mundo perfeito, tem tudo o que deseja: tem a família certa, os amigos certos, um futuro seguro, muito dinheiro. Tudo em uma pequena bolha da qual ele deve escapar. Rapidamente. A sua “menina” faz 270 por hora, e em Roma há ruas e há noites feitas para lembrar aos homens que eles ainda não morreram.

Nico e seus amigos decidem, em uma dessas noites, participar de uma corrida clandestina. E o teriam feito novamente, se o céu de Roma não tivesse estourado em chamas anunciando a chegada de outro verão.

Quatro meninos e suas pranchas de surfe partem para a Costa Rica, com o propósito de ver se a onda mais alta é melhor do que uma corrida. Mas Nico nunca vai chegar perto de uma onda ou um carro durante sua viagem. Ele vai encostar em uma bela mulher e na morte, abraçar o mais poderoso narcotraficante costarriquenho e sua esposa, jogar uma granada contra o céu e ouvir a nova música dos fragmentos de sua antiga vida.

Eu fiquei chocado quando descobri que o ator que interpretou o Professor Emerson em O Inferno de Gabriel também era escritor. Esse confesso que já estou lendo. Logo logo tem resenha por aqui 🙂

Crigor Gaspar

Crigor Gaspar

Oi você! Meu nome é Crigor. Sim, por causa do cantor rs. Sou estudante de Biblioteconomia, moro numa cidade litorânea localizada no sul do Rio Grande do Sul e, desde sempre, sou apaixonado por livros. Tenho como sonho e meta de vida incentivar a leitura ao máximo. Então, seja bem-vindo!

Leia também

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Agenda

março 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Parceiros