Resenha #122 A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista – Jennifer E. Smith @galerarecord

Título: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista
Autor (a): Jennifer E. Smith
Lançamento: 2013
Estante: SkoobGoodReads
Páginas: 224
Editora: Galerra Record
Literatura: Estrangeira
Gênero: Young Adult, Romance
Estrelas: 4,5/5

Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.


Três fatores importantíssimos sobre esse livro: hilário, inocente e emocionante.

Em A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista, Jennifer nos narra em terceira pessoa a história de dois jovens que se encontram por acaso, ou se encontram porque o destino resolveu trabalhar a favor deles por quatro minutos.


Hadley tem 17 anos e está revoltada com o rumo que sua família levou, ela, além de não conviver mais com o pai, se vê “obrigada” a ir em seu casamento. Sim, seus pais se separaram e ela não faz parte ativamente da vida do pai.


Porém, sua nova madrasta a convidou para ser madrinha do casamento para assim se conhecerem melhor e a jovem estreitar novamente os laços com o pai. O que é torturante para ela, que não vê como isso é possível já que a separação foi uma escolha do pai que fez tanto ela quanto a mãe sofrerem.

Em meio a inúmeros emails com cronogramas de eventos envolvendo as madrinhas do casamento, uma briga muito dura com a mãe que basicamente a obrigou ir no casamento e outros atrasos. Hadley perde o voo e tem que ficar no aeroporto esperando o próximo.


E durante esses eventos inesperados ela conhece um rapaz, Oliver que também aguarda um voo para o mesmo país. Eles atrapalhadamente se encontram e passam as horas de espera assim como todo o voo compartilhando uma conexão incrível e, mesmo depois de se separarem tão rapidamente, o destino faz com que esses jovens tenham um segundo e  um terceiro encontro no mesmo dia…
É um tanto quanto clichê da minha parte repetir os meus elogios sobre a Jennifer, eu passei 3 anos adiando a leitura desse livro por achar que ele seria mais um na fila do “mocinha se apaixona perdidamente pelo rapaz da escola no primeiro dia de aula”. Eu não poderia está mais enganada, A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista vai além de sentimentos adolescentes conflituosos, apesar de todo o romantismo o livro tem uma trama maior. Ele liga dois jovens não só por amor, mas também por decepções, os torna amigos, cúmplices e por fim apaixonados.


É genial, é surpreendente e é lindo a forma da Jennifer de escrever. Não tenho nem como explicar a forma exata do sentimento que esse livro traz e o fato de citar Charles Dickens só acrescentou ao livro.  A diagramatura da Galera Record é a mesma, com carinho à obra e  eu admiro muito isso. Minha nota – 4,5/5 estrelas – vem daquela minha obsessão por um mais na história, mesmo achando o final perfeito quem não espera um spin-off?

Espero que minha resenha agrade vocês, deixem-me saber o que acharam e o que faltou. Mais além disso, leiam esse livro que é muito reflexivo e emocionante.

Beeeijos
See ya!
Mazinha

Mazinha

Sou Mazinha, minha idade não importa, né? A alma é eterna KKKKK’ Moro em uma cidadezinha inexistente no mapa, sou viciada em Crepúsculo e todas as fanfics baseada nele, o que não quer dizer que a SM seja a minha autora da vida. Amo Romances e tenho me aventurado nos thrillers e segundo a Dani Fernandes eu adoro romance hot, só que nunca confirmei isso! Comecei a ler com 10 anos (vocês que lutem para fazer cálculos, eu sou de humanas).

Leia também

19 Comentários

  • Instantes Memoráveis

    Olá, tudo bom?

    Ah, eu amei esse livro! Confesso que li sem esperar nada, logo após o seu lançamento, e também fui surpreendida positivamente. É uma história fofa e, ao mesmo tempo, tem uma trama interessante. Para mim, o mais importante na obra são as relações familiares. É clichê, é bonito, mas também consegue transmitir algumas mensagens. O melhor é que é pequeno, então dá pra ler rapidinho e terminar suspirando. Fico feliz em ver que você também gostou <3

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação, mesmo assim 🙂
    Abraços.

  • Book Obsession

    Olá!
    Essa capa é linda, ai você já enumera três características sobre a leitura, pronto, já fiquei com vontade de realizar essa leitura. Ver que a autora trouxe sensibilidade numa narrativa despretensiosa sobre a família e suas relações pessoais me agrada demais a leitura.
    Dica anotada!

    Beijos!

    Camila de Moraes

  • Dayhara Martins

    Essa autora é maravilhosa! Li tem algum tempo e me apaixonei, é o tipo de história que a gente lê em um dia mas que ainda assim aquece o nosso coraçãozinho, uma leitura super válida, leia mais livros dela, super recomendo!

  • Leituras Compartilhadas

    A história parece ser bem tocante, embora não seja um gênero de leitura pelo qual eu costume me interessar. Mas penso que, por se tratar de uma jovem com conflitos familiares, que encontra alguém que poderá dar alento ao seu coração, o livro é rico em humanidade. Acho que arriscaria a leitura.

    Tatiana

  • Pollyanna Campos

    Olá, tudo bom?
    O mais especial para mim nesse livro é a abordagem das relações familiares que a autora vai fazendo de forma muito delicada e muito leve, nos levando a refletir e a repensar algumas de nossas atitudes.
    Amei demais sua resenha e adorei poder relembrar esse livro que li a tantos anos atrás e que ganhou um espaço tão especial no meu coração.
    Beijos!!

  • Thayenne Carter

    Olá,

    Acho esse livro muito fofo e uma ótima leitura para quem curte romance fácil de ler. Li em um dia de tão bom e fluído que achei. Além disso, a narrativa e a escrita de Jennifer são muito fluídas, nem dá para sentir a passagem do tempo.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

  • Maria Luíza Lelis

    Oi, tudo bem?
    Esse foi o primeiro da Jennifer E. Smith que eu li e fiquei completamente apaixonada pela escrita dela. Como você, eu também me surpreendi com o fato do trama ir além do romance e adorei a forma como a relação entre os protagonistas foi se desenvolvendo.
    Adorei a resenha e concordo que esse livro merecia um spin-off.
    Beijos!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Arquivos