Resenha #238
Feitos de Sol – Vinícius Grossos @FaroEditorial

Título: Feitos de Sol
Autor: Vinícius Grossos
Estante: Skoob
Lançamento: 2019
Páginas: 256
Editora: Faro Editorial
Comprar: Amazon
Literatura: Nacional
Gênero: Romance/ LGBT/ Yong Adult
Estrelas: 5/5

E se você soubesse que o mundo está prestes a acabar, qual seria o último momento que você gostaria de guardar para sempre? E se fosse sua última chance de seguir seu coração e descobrir um mundo novo de possibilidades? E se você encontrasse o verdadeiro amor prestes a enfrentar o bug do Milênio? Essas eram algumas das dúvidas que Cícero tinha em mente, no auge de seus 15 anos e prestes a vivenciar a virada dos anos 2000. Mas tudo isso mudou no instante em que Vicente atravessou o seu caminho e colocou tudo de pernas para o ar.

Eu estava acompanhando esse livro, desde a época em que ele ainda estava em processo de produção e nem tinha nome. Minha ansiedade nessa época estava a mil e o Vinícius nada de divulgar o nome do livro.

Lembro que no dia em que ele finalmente divulgou o nome do livro e a capa eu surtei (em pensamento, pois estava no trabalho), só pensando em quando essa obra de arte em formato de livro iria chegar na minha mesa.

Eis que o livro finalmente chegou na minha mesa e hoje trago para vocês a resenha dessa belezura!

***

Em Feitos de Sol, novo livro do Vinicius Grossos, iremos acompanhar a história de Cícero, um adolescente que só queria curtir seus filmes preferidos, desenhar, ler a última edição de Under Hero (sua HQ preferida) e, de vez em quando, transar com Karol, sua melhor amiga.

Mas, nada na vida é fácil e quando Cícero chega na sua loja de quadrinhos preferida (também a única da cidade) para comprar o volume 35 de Under Hero — a última edição, o grande final tão esperado —, a loja está fechada e a chance de ter em mãos o último volume da HQ.

Porém, é também quando ele conhece Vicente, um garoto diferente dele. Enquanto Cícero é tímido, Vicente é quase um furacão, ele é praticamente uma força da natureza se comparado ao Cícero, mas que esconde alguns segredos. E é a partir desse encontro inesperado que eles começam uma amizade linda e acabam por sair em busca do último volume de Under Hero.

Não preciso dizer que essa busca vai dar merda, porque qualquer um que leia livros do gênero sabe que vai ter uma merdinha no meio do caminho. Então só tenho uma coisa para dizer, estejam preparados, pois, do contrário, seu coração não vai aguentar e vai ficar apertadinho como o meu ficou. Ouso até dizer, e quem me perguntar depois eu irei negar, que chorei em alguns muitos momentos da história.

***

Como sempre, não vou contar mais sobre a história, pois eu posso acabar contando spoiler e não queremos isso.

Eu acredito que, além de ser apenas lida, essa história precisa ser sentida. Ela precisa ser vivida, mesmo que através da imaginação do leitor. Porque se você, assim como eu, viveu sua infância/adolescência no final dos anos 1999 e início dos anos 2000, irá amar a história e com certeza irá se encantar com todas as referências da época.

Acho que vocês já perceberam que esse é um livro LGBT, né? (Vicente… Cícero…) Obviamente teremos um romance, veremos Cícero se descobrindo e descobrindo porque ele se sente de uma maneira diferente em relação ao seu redor. Veremos também muito preconceito, visto que o livro se passa em 1999 e se hoje, que temos uma visão um pouco melhor, já há um preconceito enorme, imagine naquela época. Veremos o preconceito nas grandes coisas e de maneiras absurdas, como no pai de Vicente, que é pastor e não aceita o filho, mas veremos também em pequenas coisas, como no próprio Cícero que acaba por repetir coisas e atitudes que a sociedade lhe ditou como certo e, sem saber, propagando o preconceito.

O Vini (porque depois de sofrer, chorar, rir e torcer pelos meus meninos nesse livro eu já sou íntima do autor pra chamá-lo de Vini) se superou nesse livro. Eu amo a escrita dele e quem me conhece sabe que eu dou biscoito para os livros dele sempre que posso (minha irmã já não aguenta mais, coitada), e nesse livro não seria diferente. Mais uma vez me vi cativada pela escrita do autor, que escreve com uma delicadeza e amor sem igual. Para quem já leu os outros livros dele, é possível ver toda a evolução no processo de escrita que ele teve, mas sem perder a essência das histórias dele.

A edição da Faro está um luxo como sempre e eu fiquei completamente apaixonada ao vê-la em mãos pela primeira vez. A capa é a coisa mais linda que eu já vi e, após terminar a leitura, vi que tem tudo a ver com a história.

Eu recomendo o livro pra quem gosta de um romance fofo, que e faz sofrer, mas também te faz sorrir, que faz chorar, mas que te faz torcer pelos personagens. Eu indico esse livro para todo mundo, pois esse é mais um livro necessário. Que nos ensina que as vezes nós só precisamos de um pouco de amizade, mas às vezes precisamos também de um pouco de amor e respeito.

Obs.: Recadinho pro autor, porque sou dessas! Vini, se prepare na bienal, porque você vai ganhar um abraço como nunca ganhou na vida! Eu preciso agradecer por ter tido a honra de ter lido essa belezura em formato de livro!

Beijos e até a próxima!

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Instagram

Editora Parceira

Aliança de Blogueiros

Arquivo