Resenha#241
24 Horas com Meu Ídolo – Raffa Fustagno

Título: 24 Horas com Meu Ídolo
Autor (a): Raffa Fustagno
Estante:Skoob
Lançamento: 2019
Páginas: 194
Editora: Fora da Caixa
Comprar:Amazon
Literatura: Nacional
Gênero: Romance, conto, infantojuvenil
Estrelas: 4,5/5

Você já ouviu alguém dizer que ser fã é perda de tempo? Que seu ídolo muitas vezes nem sabe que você existe? Você está com o livro certo! Aqui perda de tempo é não ser apaixonado por nada, não vibrar com uma música nova, com o lançamento de um filme ou o jogo do atleta que você venera. Nós sabemos a importância de uma foto e de um autógrafo. Venha se deliciar em sete histórias sobre como admirar alguém pode ser uma experiência única. Afinal, todos os nossos protagonistas têm apenas 24 horas para viver esse sonho junto com seus ídolos. Por acaso, você já pensou em como seria conhecer o seu e o que diria para ele? Então, junte-se a nós! Quem sabe, um dia, será você quem contará uma história?!

***

Para quem acompanha o blog, já deve ter lido a resenha que eu fiz de Esse Turu Turu, da Raffa Fustagno, que foi um parceria que ela fez com os blogs da Aliança de Blogueiros do RJ. E, aproveitando essa mesma parceria, ela nos enviou também 24 Horas com Meu Ídolo, que ela também está lançando.

Pelo nome já sabemos do que se trata o livro, são contos onde fãs irão passar 24 horas com seus ídolos, mas não pensem que serão sempre as mesmas coisas em cada conto, pois você estará extremamente enganado. Cada conto foi escrito por uma autora. Ué, mas você não disse que o livro era da Raffa? Pois então, ela é a organizadora da antologia e também a autora de um dos contos do livro.

Em cada conto temos um tipo de fã diferente, temos uma fã de livros, uma fã de futebol, de k-pop, de banda de rock, de atores, enfim fãs de todos os tipos. E, se você for uma fã de carteirinha, com certeza irá se identificar com alguma dessas fãs, ou todas!

O primeiro conto é da autora Aimee Oliveira e se chama A História da Minha Vida e com certeza eu me vi representada nesse conto. Eu, como boa leitora e assídua frequentadora de sessões de autógrafos, me peguei rindo com todas as confusões da Helen para conseguir ter seu momento ao sol ao lado de sua autora preferida.

Já no conto 24 horas no aeroporto, escrito pela Camila Costa, temos a dura realidade de nos depararmos com a verdade sobre nossos ídolo e pereber que eles não são aquilo que imaginávamos. É isso que acontece com Gabi quando, esperando um voo que está atrasado, ela se depara com seu ídolo, Theo Diorc. Em meio a uma nevasca, presa no aeroporto sem ter pra onde ir e só querendo chegar em casa para ver o nascimento de sua sobrinha, ela passa algumas horas ao lado do famoso e eles acabam por tentar se conhecer.

Em A Fanfic que Não Escrevi, da Cinthia Zagatto, conhecemos Natalie, uma autora que escrevia fanfics. Até que sua fanfic faz tanto sucesso que ela larga a faculdade e decide viver da escrita. E assim, quando sua obra está sendo adaptada para o cinema, é quando ela encontra sem querer com Chris Pryde, seu ídolo e um dos atores cotados para um papel na adaptação de seu livro.

A Norma de Amor Culta é o conto da Gaby Brandalise. Nele conheceremos a história de Aurea, sem acento mesmo, ela é obcecada por gramática e é uma das melhores alunas de português da escola, além de fã de k-pop. Quando seu ex-namorado volta para a cidade após um tempo fora do país, ela é contratada para dar aulas a um cantor de k-pop que faria um show na cidade e queria aprender português antes do show para conversar coma s fãs. Não preciso dizer que o cantor era justamente o ídolo de Aurea.

Perdidos no Rio de Janeiro é o conto da Thalyta Vasconcelos e contará a história de Cami, uma estudante de psicologia que é abandonada na loja de conveniência do Corcovado no meio de um temporal. Após hora e mais horas de espera e um mau humor imenso, ela dá de cara com um gringo dentro da loja tentando se comunicar com alguém para ajudá-lo, ams ninguém parecia saber falar inglês. Cami resolve ajudar e é aí que ela percebe que ele é o cantor Harryson Sloan, seu ídolo e um dos motivos pelo qual ela está na cidade.

Uma Chance em Mil é o conto da Marina Leão. Aqui conheceremos Juliana, uma fã de futebol. Fã de carteirinha de Márcia, melhor jogadora do mundo. A menina vê sua chance de enfim reconhecerem seu talento para jogar futebol quando é anunciado que Márcia irá jogar em sua cidade e tentar fazer seu milésimo gol. Mas, nem tudo é fácil e, antes de enfim provar seu talento, ela precisa entrar no estádio e falar com a jogadora.

Use sua Ilusão, é o conto da Raffa Fustagno e o último do livro. Nele conheceremos Michelle e Jude, duas jovens apaixonadas pela banda Revolver and Tulips. Quando a banda está no Rio de Janeiro para fazer um show, elas vão até a porta do hotel para conseguir ter seu momento de fã e quem sabe tirar uma foto com eles. Mas nem tudo é fácil e essa tarefa se mostra extremamente difícil. É quando Michelle acaba sendo confundida coma fotógrafa da banda que as meninas veem seu momento.

Esse é com certeza um livro para quem é fã (e para quem não é também). É uma leitura leve e divertida, que fará com que você se pegue rindo e imaginando se alguma vez na vida você já fez aquilo. Além de se identificar com situações que só quem é fã sabe realmente o que a gente passa. Porque eu vou te dizer, não é fácil ser fã.

Beijos e até a próxima!

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Instagram

Editora Parceira

Aliança de Blogueiros

Arquivo