Resenha #256 O Verão Em Que Tudo Mudou – Vinícius Grossos, Gabriela Freitas e Thaís Wandrofski @FaroEditorial

Título: O Verão em Que Tudo Mudou
Autor (a): Vinícius Grossos, Gabriela Freitas e Thaís Wandrosfki
Estante: Skoob
Lançamento: 2017
Páginas: 304
Editora:  Faro Editorial
Comprar: Amazon
Literatura: Nacional
Gênero: Romance
Estrelas: 4/5

A vida às vezes guarda inúmeras surpresas. Sem avisar, ela muda de direção. Na hora você não entende, já que “tudo parecia estar bem”. Então percebe que havia sinais…. um sentimento, uma lembrança, um fato que parecia bobo, mas não era… É quando a gente entende que todo o caminho estava errado, que nada fazia muito sentido. Pelo menos, pra você. Fred sente-se absolutamente comum diante de um mundo com tanta gente especial. Lavínia, ao alcançar aquilo que parecia um sonho, algo pelo qual tanto lutou descobre que a nova conquista nunca foi realmente um desejo seu. E Sol, sem perceber, vive sempre à espreita, desconfiada, em constante alerta, tentando controlar tudo ao redor, na esperança de não se ferir novamente… Mas que controle podemos ter diante de tudo? Três jovens, de cidades distantes, com diferentes realidades, descobrindo o mundo a partir de suas próprias escolhas: complexo, difícil, libertador.Três histórias que se cruzam, no exato momento em que se coloca, diante de cada uma delas, uma exigência capaz de definir algo para o resto de suas vidas.

***

Sabe aqueles livro fofo e que deixa seu coração quentinho ao final dele? Pois O Verão Em Que Tudo Mudou é um desses livros! Para quem já acompanha o blog já sabe que eu não posso ver um livro do Vinícius Grossos que eu estou correndo para ler, e esse livro estava há algum tempo na minha estante para ser lido, porém, eu já tinha lido o conto do Vini porque eu sou dessas.

O Verão Em Que Tudo Mudou é um livro com três contos escritos cada um por um autor diferente. O primeiro conto, Quando Infinitos Se Encontram, foi escrito pelo Vinícius e conta a história de Frederico que na véspera de natal está saindo da livraria onde trabalha quando conhece Valentina, uma menina que está tentando devolver um livro que ganhou de presente do namorado que não era exatamente tudo que ela pensava. Como Valentina estava na cidade para visitar o tal namorado e não conhecia a cidade, ela pede a ajuda de Fred para voltar para casa e eles acabam passando por mais coisas do que poderiam imaginar.

Ainda não sei qual é o seu sonho, e claro que os sonhos mudam, objetivos e projetos também. Mas… Toda vez que se sentir perdido, incapaz, com medo de arriscar, quero que se lembre deste astronauta e do que ele é capaz. Porque você é como ele. Todos nós somos astronautas de nossos próprios infinitos. Você sempre pode ir ao céu, e além, e além, e além.

Esse conto é muito amorzinho, como esperado de uma história do Vini. Aqui teremos uma história sobre sonhar e realizar os seus sonhos (porque só sonhar sem realizar não adianta), que muitas das vezes nossos sonhos e expectativas estão dentro de nós mesmos e não em algo que outra pessoa pensa e que os únicos responsáveis pela nossa felicidade somos nós mesmos.

No segundo conto, “Mantenha-se Viva!”, escrito pela Gabriela Freitas, temos a história de Lavínia que acabou de passar para a faculdade que sempre quis, mas que agora ela já não sabe mais se é isso mesmo que ela quer. É então quando ela resolve pegar o dinheiro que ela estava guardando e fazer uma viagem para Búzios para pensar no futuro, tentar se reencontrar e descobrir o que quer fazer da vida. É quando ela conhece Cauê, um rapaz que ela conhece no avião e que por coincidência está hospedado na mesma pousada que ela. Agora eles têm 30 dias para se conhecerem antes de Lavínia voltar para casa e enfrentar seus problemas.

-É que o amor deixa a gente vulnerável. E eu também não gosto muito de perder o controle. Nisso a gente se parece. Só que… –Ele se aproxima ainda mais de mim, sussurrando com a boca quase colada na minha: -De vez em quando vale a pena.

Mais um conto de esquentar o coração. Esse foi meu primeiro contato com a escrita da Gabriela e eu gostei bastante. Ela escreveu uma história bem envolvente, sobre os medos de quando se é jovem e precisa escolher seu futuro, sobre lidar com traumas sem se deixar mudar e sobre se dar uma chance.

No último conto, Pôr do Sol, escrito pela Thaís Wandrofski, vamos acompanhar a história de Sol, uma menina que tem o hábito de ser muito organizada e um pouco controladora. Ela só percebe sua atitude quando uma amiga resolve desabafar sobre a forma como sol age e é então onde ela resolve que irá mudar. E é quando ela recebe uma mensagem errada de um número desconhecido que ela começa a conversar com um desconhecido chamado T.

Parece que quando você se abre para a vida, a vida se abre para você.

No final do conto da Thaís foi quando eu descobri que os três contos tinham uma ligação, mas só porque estava muito na cara também. (Eu sou lerda, ué! kkkk) A Thaís escreveu um conto sobre se superar, sobre mudar para melhor e que sair da rotina, mesmo que as vezes, pode trazer coisas boas e inesperadas para sua vida!

Não vou falar mais sobre os contos porque são contos e vai perder a graça se eu falar demais, então vocês terão que se contentar com pouco dessa vez. Eu amei o livro e devorei ele rapidamente. Os três contos, além da ligação, eles se passam em meses seguidos e todos no verão. O primeiro conto se passa em dezembro, o segundo em janeiro e o terceiro em fevereiro.

Eu não preciso nem dizer que a diagramação da Faro está impecável, cheio de ilustrações no decorrer do livro e a capa é linda! O livro é cheio de cores e desenhos e, assim como os contos, vai deixar seu coração quentinho só de olhar pra essa edição maravilhosa.

Beijos e até a próxima!

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Editora Parceira

Aliança de Blogueiros

Arquivo