Resenha #259 Os Últimos Jovens da Terra – Max Brallier e Douglas Holgate @FaroEditorial

Título: Os últimos jovens da Terra – 4 contra o o apocalipse
Autor (a): Max Brallier e Douglas Holgate
Estante: Skoob
Lançamento: 2019
Páginas: 266
Editora:  Milk Shakespeare
Comprar: Amazon
Literatura: Nacional
Gênero: Infantojuvenil
Estrelas: 5,0/5,0

DIVIRTA-SE COM JACK SULLIVAN E O FIM DO MUNDO! Depois que o planeta é invadido por monstros e zumbis, Jack se une aos seus colegas para encarar o apocalipse, onde não faltam aventuras e diversão! Neste primeiro livro você vai conhecer a história que originou a série da Netflix! Contando com muitas ilustrações, o livro tem sido chamado da mistura perfeita entre Diário de um banana e The walking dead. Jack é um garoto de 13 anos que precisa encarar o apocalipse zumbi sozinho… ou não tão sozinho assim. No meio do caos que aconteceu no mundo, ele se junta ao seu melhor amigo nerd, ao ex-valentão da escola e à sua crush June Del Toro para encarar os desafios de um mundo dominado pelos zumbis.

***

Livro cedido em parceria com a editora

A Faro Editorial lançou um novo selo o Milk Shakespeare e, como primeiro livro do selo, foi lançado Os Últimos Jovens da Terra: 4 Contra o Apocalipse, que é o primeiro livro a série.

Os Últimos Jovens da Terra é um livro infantojuvenil que conta a história de Jack Sulivan, um menino órfão de 13 anos. Ele já perdeu a conta de por quantas famílias adotivas ele já passou. E durante o apocalipse ele foi abandonado pela sua atual família adotiva.

O livro começa com Jack em meio a uma briga com um monstro gigante. O mundo já está há mais de 40 dias em meio a um apocalipse, onde o caos reina e há monstros, zumbis e plantas venenosas e vivas à solta.

Jack está todo esse tempo sozinho e tendo que lidar com tudo isso sem perde o otimismo. E para não enlouquecer ele criou os Feitos de Sucesso Apocalíptico, um jogo onde ele se impõe um determinado desafio e precisa fazer eles para completar o feito. Sendo assim, ele já completou vários feitos, mas ainda falta o feito máximo, salvar uma Donzela em Perigo. No caso, salvar June Del Toro, a menina de quem ele tinha um crush antes do apocalise começar.

Como bom otimista que é, Jack tenta a todo custo encontrar seu amigo, Quint, mas para isso ele precisa consertar seu walkie-talk que quebrou quando ele se separou de Quint durante os eventos que antecederam ao apocalipse. E, para consertar seu walkie-talk, ele precisa fazer incursões pela cidade para achar as peças que falta, mas é durante uma de suas andanças que ele encontra o Blargh, um monstro que pode colocar tudo a perder.

Mas nem tudo na vida de Jack é tristeza e correria (talvez correria seja sim). E muitas surpresas boas aguardam o menino em sua jornada pela sobrevivência.

O livro é maravilhoso. Com uma capa linda, muito bem diagramado, com ilustrações e muito dinâmico. Em vários momentos que me senti como se estivesse ali junto com Jack e seus amigos e as ilustrações são ótimas para ajudar a nos ambientar com todo o clima de apocalipse e com todos os monstros.

Foi ótimo acompanhar toda a trajetória de Jack para encontrar seu amigo e sua crush. E também para encontrar uma amizade improvável em meio a tanto caos e desgraça, além de conseguir se manter firme e não se deixar abalar por todo clima de fim e de derrota que estava ao seu redor. Ele é daqueles personagens cheios de perseverança e que nos enchem de otimismo e esperança.

O Quint é maravilhoso, com todas as engenhocas dele e utilizando seu intelecto como arma em meio à pessoas que tinham alguma habilidade de ‘luta’. Ele não se deixar menosprezar e percebe que também é muito útil, mesmo que não seja forte, atlético ou tão descolado assim. E temos o Dirk, que a princípio parece um valentão, mas que se mostra apenas como um ‘incompreendido’.

E por fim, temos June que é bem diferente de uma mocinha comum e não é nada do que esperávamos que fosse (incluam Jack nesse grupo). Ela é forte, decidida e sabe muito bem se defender. E, assim como Jack, Quint e Dirk, está solitária por passar tanto tempo só, porém, ela não se deixa abalar por isso e segue firme em seus propósitos.

Esse é um ótimo livro para quem quer uma leitura leve e divertida, que traga ação, aventura, comédia, heroísmo e algumas doses de ensinamentos entremeadas na história. Perfeita para crianças que estão começando a se aventurar em leituras mais elaboradas, mas com um toque infantil e também para as crianças grandes como eu que adoram um infanto juvenil cheio de aventura!

E uma dica! Tem uma adaptação da Netflix com o mesmo nome do livro que conta toda a história desse primeiro livro. Eu já conferi os primeiros minutos da adaptação (vejo as coisas por parte e quando eu tenho tempo) e está bem fiel a história. Vale a pena conferir!

Beijos e até a próxima!

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Editora Parceira

Aliança de Blogueiros

Arquivo