Kdrama: O conto de Nok-Du

Kdrama: O conto de Nok-Du







Título: The Tale of Nok-Du – O conto de Nok-Du
País: Coréia do Sul
Lançamento: 2019
Duração: 30 min.
Episódios: 32
Emissora: KBS2
Direção: Kim Dong Hwi
Elenco: Jong Dong-Yoon, Kim So-Hyun
Gênero: Comédia romântica, Época
Onde assistir:  Viki
Nota: 5/5

Então, queridos leitores, eu estava louca para fazer uma resenha sobre O conto de Nok Du para vocês. Recentemente, descobri que uma das nossas antigas integrantes do blog já havia feito a resenha, porém na época, o k-drama não havia sido lançado completamente. E nisso, vi a oportunidade de fazer uma resenha completinha.

O Conto de Nok-Du é simplesmente perfeito, incrível e tem um girl power tremendo, mesmo que o título seja dedicado a um homem. Este é um dorama de época, então vemos roupas, jeitos, tradições, comidas e termos antigos coreanos. Mas, nada disso atrapalha ou incomoda de alguma maneira. 

Nok-Du é um rapaz simples que vivia com a família tranquilamente até que seu pai, seu irmão e o amigo de seu pai com sua filhinha sofrem com um ataque repentino de pessoas encapuzadas que tentam matá-los. Todos conseguem sair vivos desse ataque, no entanto, Nok-Du não se conforma só com isso. Ao ver toda a dificuldade causada por ele, toma uma grande decisão de seguir o culpado. Ao fazê-lo, Nok-Du se vê em frente a uma vila de viúvas em que é proibida a entrada de homens, contudo por necessitar saber a verdade, ele usa o nome de uma viúva e se veste como uma para se infiltrar na vila.

Somente com as informações acima, dá a entender que o dorama é meio de suspense, menos pela questão de que temos um homem que se veste como uma mulher. Pois bem, esta é a parte cômica desse k-drama, porque não basta nosso protagonista vestir-se como uma mulher e tentar agir como uma da época tanto nas roupas como na voz — o que torna isso engraçado demais —, ele se apaixona por uma mulher nada comum dentro da vila. Dong Dong Ju é uma mulher muito forte que tem um passado que tenta esconder a qualquer custo. Ela é uma garota corajosa e habilidosa com as mãos na qual vive na vila entre as gisaeng (cortesãs) e viúvas, mesmo não se encaixando em nenhum dos títulos. Com a chegada de Nok-Du ainda disfarçado ao lugar, Dong Dong Ju vê todos os seus planos indo por água, porque a tal viúva Kim será sua colega de quarto.

Não pense que este dorama é só comédia, ele não é somente flores, claramente há duas fases, e nestas vemos perigos, mistérios, ação, drama e tramas políticos. O conto de Nok-Du sabe puxar emoções de nós em cada episódio de 30 minutos deixando-nos entusiasmados. O passado que nosso protagonista não conhece vai sendo descoberto em meio a ação de lutas de espadas. Vemos o amadurecimento deste personagem, e Dong Dong Ju também não fica para trás nisso. 

E quanto aos coadjuvantes? Bem, o grande destaque vai para os vilões que são imensamente incríveis, a atuação deles nos mostra realismo e dá a dimensão do perigo escondido nas sombras. E vou dar um destaque ainda maior para todas as mulheres da vila e todas as gisaeng. Elas são mulheres espirituosas que sabem viver o melhor da vida, lutar e seguir em frente. Mostram a todos os homens fora da vila e alguns que tentam entrar que elas não precisam deles. Fazem suas roupas, comidas, sustentam a própria vila e todas as mulheres que ali estão. 

Bem, é isso que tenho a dizer sobre O conto de Nok-Du. Espero que vocês assistam, porque ele é perfeito. 

Então, bom dorama a todos!

Julia Paranhos

Julia Paranhos

Sou uma estudante de jornalismo completamente apaixonada por livros em especial de romance e aventura. Adoro assistir filmes, séries e doramas. Amo demais escrever sobre tudo isto aqui no blog.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Agenda

abril 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Parceiros