PRIMEIRAS IMPRESSÕES ANIME (Janeiro/2020): KYOKOU SUIRI (IN/SPECTRE)


Título: Kyokou Suiri (In/Spectre)
Gênero: Mistério, Comédia, Demônios, Sobrenatural, Romance, Shounen.
Autor(a): Kyou Shirodaira

Quando tinha 11 anos, Kotoko Iwanaga foi sequestrada por um youkai para se tornar “Deusa da Sabedoria”, uma mediadora entre os espíritos e o mundo humano. Ela aceitou, ao custo do seu olho direito e perna esquerda. Durante seis anos, Kotoko ajuda a manter o equilíbrio entre os dois mundos. Ela se apaixona pelo Kuro Sakuragawa, um estudante universitário de 22 anos cuja noiva terminou com ele após encontrarem um Kappa. A partir disso, ela se aproxima mais de Kuro, e acaba descobrindo algumas coisas sobre ele. Assim, ela pede sua ajuda para resolver vários casos sobrenaturais, além de tentar conquistá-lo no processo.


Tudo começa com o diálogo entre os protagonistas, sentados num banco. Assim, conhecemos um pouco mais sobre eles. Não é cansativo, apesar de demorar metade do episódio. Pelo contrário: é muito esclarecedor. Além disso, temos flashbacks durante a conversa, o que auxilia a não ser chato (além de ter situações engraçadas).

O meu clímax dessa conversa foi, definitivamente, ela pedindo o Kuro em namoro com pretensão de casamento. Sério, eu GRITEI nessa parte.

A Kotoko é extremamente direta e objetiva no que ela quer, e não perdeu a oportunidade (dois anos de amor platônico, isso que é perseverança), já que o Kuro tinha se separado da noiva a pouco tempo. No decorrer do anime, também vemos mais da parte mediadora dela, pois ela resolve os problemas e as dúvidas dos Youkais. Ela é muito inteligente e perspicaz, mas impulsiva também. Eu adorei ela, ela é muito carismática.

Kuro é, aparentemente, um rapaz normal. A noiva terminou com ele devido a sua fuga do Kappa, e ter deixado ela sozinha, mas descobrimos que não foi bem assim. Por alguma razão, os youkais tem medo dele. Ele fala um pouco sobre isso, mas até o presente momento ele continua bem misterioso pra mim. Ele não se abala com quase nada, principalmente em situações perigosas. Eu acredito que tenha relação com o que aconteceu com ele durante a infância.

As melhores partes são dela flertando com ele. Eu rolo de rir das falas dela e das reações dele. Temos momentos de ação, com o enfrentamento de algum youkai, e momentos de mais raciocínio, como resolvendo alguma dúvida de um youkai. É um ótimo equilíbrio para mim.

No terceiro episódio conhecemos a ex-namorada do Kuro, Yumihara Saki, uma policial de trânsito. Eu adorei conhecer o outro lado da história entre ela e o Kuro (Acredito que ela foi bastante corajosa de ter continuado com o Kuro). Dá pra perceber que o acontecimento com o Kappa mexeu muito com ela emocionalmente (a ponto dela não conseguir comer carne porque ela lembra do ex). Nesse episódio ela esbarra com a Kotoko em uma situação perigosa. Elas acabam se conhecendo por acaso, e eu quero muito ver o desenvolvimento dessa relação.

Estou adorando o anime. Espero muito que ele não me decepcione >.<. Acabei de descobrir o mangá, mas vou ficar só acompanhando o anime.

Simone

Simone

Sou Simone, 28 anos, Fisioterapeuta, Leitora e Otaku desde criancinha. Adoro ler romances de época, policial e dark, mas também leio outros gêneros. Sou apaixonada por light novels, livros, mangás e animes.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Categorias

Editora Parceira

Aliança de Blogueiros

Arquivo