Resenha #100 A festa de Delirium – Jill Thompson

Título: A Festa de Delirium (Os Pequenos Perpétuos #2)
Autor (a): Jill Thompson
Lançamento: 2013
Estante: Skoob – GoodReads
Páginas: 64
Editora: Panini
Literatura: Estrangeira
Gênero: HQ
Estrelas: 5/5


Para ajudar a pequena Desespero a se livrar da tristeza de uma vez por todas, Delirium decide fazer uma festa para sua sisuda irmã e convida seus irmãos, Sonho, Destruição, Desejo, Destino e Morte! Mas não vai ser uma festa qualquer, porque, quando quem organiza a festa é a personificação do delírio, existe uma grande chance de tudo ser tão chocante e imprevisível como a cor do cabelo de Delirium!

Essa é uma resenha de mais um livro da coleção de fofos porém não fofos! Difícil de entender, né? Pois vou explicar.
A Festa de Delirium é uma HQ ambientada no universo de Sandman (para quem não conhece Sandman, é uma série de HQ escritas por Neil Gaiman sobre os Perpétuos tendo como protagonista Sandman, ou Morfeus, o senhor dos sonhos) e é toda feita em aquarela.
Nessa HQ teremos a versão crianças dos Perpétuos, daí o nome da HQ.E, em A Festa de Deliruim, acompanharemos Delirium que é a mais nova dos Perpétuos. Ela percebe que sua irmã Desespero não sorri nunca e está sempre com uma cara de “desespero” (Por que será?). É então que ela resolve fazer uma festa para que sua irmã possa enfim se alegrar e quem sabe dar um sorriso.
Ao organizar a festa ela chama todos os seus irmãos, Morte, Sonho, Desejo, Destino e Destruição, para que eles façam uma surpresa para Desespero. Mas, como já é esperado de uma festa organizada por ninguém mais, ninguém menos que Delirium, tudo sai do controle e algumas confusões acabam acontecendo.
Na história nós temos a participação de Barnabás, o cãozinho fofinho de Delirium, que sempre acompanha a menina.
Jill Thompson escreveu uma história muito fofa, linda e bem ambientada dentro do universo de Sandman, mesmo que não se possa dizer que ela faz parte das histórias principais (até porque nessa HQ eles são crianças). A autora também escreveu Morte, a festa que também é  ambientado no mesmo universo.
A história não possui exatamente o formato de HQ, ela está mais para um livro ilustrado, com o texto sendo intercalado com páginas inteiras de desenhos. Os desenhos são todos feitos em aquarela. E toda arte está maravilhosa.
O livro é bem pequeno e parece muito com um livro infantil, podendo ser lido em algumas horas (mas, se você for como eu, irá ler em alguns minutinhos). Não sei se a história é realmente infantil, então, se você for recomendar para uma criança ler faça por sua conta e risco. Não que  livro tenha alguma coisa demais, mas se a criança tiver uma mãe um tanto conservadora pode ser que ela não goste muito do nome dos perpétuos.
A Festa de Delirium é uma HQ muito fofa, com uma arte mais fofa ainda e sua leitura é bem fluida. A história é toda pelo ponto de vista da Delirium que não é a pessoa mais normal do mundo, o que faz com que seja uma leitura bem divertida. 
Bell

Bell

Sou Bell Paula, tenho 28 anos e sou Bacharel em química e estudante de Tecnologia de Processos Químicos. A leitura está presente na minha vida desde criança, quando meus pais compravam para mim os gibis da Turma da Mônica, isso com meus 8 anos. Apaixonada por série que ninguém conhece, filmes clichês e músicas estranhas, tenho no manuscrito um lugar para falar das minhas leituras e compartilhar minha paixão. Amo livros de YA, romance e fantasia, mas adoro um bom clichê.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Agenda

julho 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Parceiros