Resenha #338 Nunca vou me Entregar – Mari Monni #PitangusEditorial

Resenha #338 Nunca vou me Entregar – Mari Monni #PitangusEditorial





Título: Nunca vou me Entregar (Famosas Últimas Palavras #2)
Autor: Mari Monni
Lançamento: 2020
Estante: Skoob
Páginas: 235
Editora: Pitangus Editorial
Comprar: Amazon
Literatura: Brasileira
Gênero: Romance, Erótico
Estrelas: 4/5

Sinopse: Todo mundo já sofreu por amor. Comigo não foi diferente. O problema é que a mulher dos meus sonhos não pode ser minha.
Estar apaixonado pela irmã do meu melhor amigo é errado. Pensar na noite que tivemos juntos é errado. Desejar cada centímetro daquele corpo delicioso é errado.
Eu não sei o que fazer: ficar com a mulher que amo ou ser leal ao meu amigo?
Com isso em mente, resolvo fazer um pacto comigo mesmo: nunca vou me entregar.
O problema é que ela não desiste. Mensagens, fotos, insinuações… tudo para que eu deixe de lado minhas dúvidas e aceite que precisamos ficar juntos.
Agora, só me resta sofrer, porque esta será a história de um homem completamente apaixonado sendo obrigado a ficar longe da mulher que ama. Não sei quanto tempo vou aguentar.

ATENÇÃO:
Não leia este livro se você não gosta de homens intensos. A autora não se responsabiliza caso você fique sonhando acordada com Lucca.

*Resenha feita em parceria com a editora.

No segundo volume da série famosas últimas palavras vamos enfim conhecer a história de Lucca, um dos melhores amigos e sócio de Dante. Um dos três mosqueteiros.

Lucca no primeiro livro se mostrou o mais centrado dos amigos, o mais reservado, o que sempre ficou observando e agiu de forma mais coerente em algumas situações. Porém, seu comportamento também é um pouco curioso e algumas atitudes deixam seus amigos intrigados e querendo saber o que está se passando na vida do rapaz.

Essa mulher ainda vai me enlouquecer. Os olhos dela me convidam, sua risada melódica me enfeitiça, o jeito como se mexe me encanta. Só que eu não estou apaixonado por ela: estou completamente obcecado.

Lucca também fez parte do pacto que Dante criou e quebrou, e ele não poderia agir diferente em quebrar o seu próprio pacto. O que não se esperava nisso era que o rapaz iria se apaixonar pela irmã do outro melhor amigo, o Gael, e é dessa maneira que a gente embarca na história de amor, na comédia romântica mais louca e hot que se possa imaginar.

O romance dos dois, Gia e Lucca já começa com um impasse pois o irmão da moça, Gael, sempre pediu para que nenhum dos amigos se envolvesse com suas irmãs. Só que Gia não é de se jogar fora e a atração, e os pequenos joguinhos de sedução entre ela e Lucca, acarretam noites muito envolventes movidas a sessões de sexo arrebatador.

No entanto, Gia dá um ultimato ao amante, ou ele enfrenta seu irmão, admite para Gael o que eles sentem um pelo outro, e passam a viver o romance sem ser às escondidas, ou a moça está saindo do jogo. E lá se vão as noites a fio na cama.

“Pare de me olhar como se eu fosse a solução para o conflito entre Israel e Palestina – diz ela passando por mim invadindo na minha casa.”

Diante desse ultimato, os jovens acabam se separando e Lucca se torna sombrio, distante dos amigos. Até que então, cansado de sofrer por falta do seu amor e claro do melhor sexo de sua vida, ele resolve jogar tudo para o alto enfrentar o amigo e lutar pela sua amada.

****

Eu já li esse livro fazem algumas semanas, porém, a correria do dia a dia só me permitiu escrever a resenha agora. Esse em particular, Nunca vou me entregar é um pouco mais hot e talvez mais sério que o livro do Dante, o primeiro volume da série.

Mas, o jogo de sedução entre Gia e Lucca é hilariante e a moça não joga para perder, ela sabe como agir e o que falar para deixar o seu amor enlouquecido e com isso foi impossível não me apaixonar por esse livro.

“Quando foi que minha vida virou uma novela mexicana?”

A autora escreve mulheres completamente empoderadas, que sabem o que querem e vão a busca. Com escrita completamente cativante e fluída, a Mari tem me feito querer ter mais tempo para ler seus outros livros, e eu garanto que quem gosta desse gênero de leitura não vai se decepcionar.

Eu ainda sou muito TeamClara, mas Gia mostrou a que veio e fez Lucca ficar completamente louco e apaixonado, além de envolvido no seu jogo de sedução e isso eu não posso deixar de elogiar.

Não vejo a hora de ler o que está reservado a Gael e ver se eu vou finalmente dizer que essa é uma das séries do gênero erótico nacional que eu mais gostei e favoritei.

“Tive minha chance. Tive várias chances, para falar a verdade.
Mas resolvi me manter fiel ao meu pacto comigo mesmo.”

Minha nota é: 4 estrelinhas. Quem já leu minhas resenhas sabe como eu mais ou menos funciono até ler o último volume de uma série. Mas isso não quer dizer que eu deixarei de panfletar esse livro, assim como indicar e re-indicar a vocês.


Espero não ter dado muitos spoilers, eu tento ser mais sucinta só que acabo me empolgando. Assim como espero que vocês tenham gostado da resenha e corram lá para adquirir o seu livro – usem nosso link – o mais rápido possível.

Beeijos ser ya!

Mazinha

Mazinha

Sou Mazinha, minha idade não importa, né? A alma é eterna KKKKK’ Moro em uma cidadezinha inexistente no mapa, sou viciada em Crepúsculo e todas as fanfics baseada nele, o que não quer dizer que a SM seja a minha autora da vida. Amo Romances e tenho me aventurado nos thrillers e segundo a Dani Fernandes eu adoro romance hot, só que nunca confirmei isso! Comecei a ler com 10 anos (vocês que lutem para fazer cálculos, eu sou de humanas).

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Categorias

Arquivos