Resenha #37 Meu Romeu, Starcrossed I – Leisa Rayven @EditoraAlt

Título:  Meu Romeu (Starcrossed 1)
Autor (a): Leisa Rayven
Lançamento: 2015
Estante: Skoob
Editora: GloboAlt / GloboLivros
Páginas: 407
Literatura: Estrangeira
Gênero: Drama, Romance
Estrelas: 5/5
Sinopse: Cassie está prestes a realizar o grande sonho: estrelar um espetáculo na Broadway. O que ela não esperava era ter que enfrentar o reencontro com o
ex-namorado, que será novamente protagonista ao seu lado, em uma peça cheia de romance e cenas quentes. Trabalhar com Ethan traz o passado à tona, e lembra a Cassie que o que existe entre eles vai muito além de simples química.


Mais uma vez, cá estou eu com uma resenha ultra atrasada. Bom, eu sempre digo: antes tarde, do que mui tarde. Enfim resolvi me desacomodar e escrever sobre esse livro que tanto amo.
                      

Em Meu Romeu vamos nos deparar com um amor que atravessou o tempo, o
amadurecimento e muita dor.
 

Cassandra Taylor e Ethan Holt se conheceram ainda adolescentes quando os dois estavam fazendo teste para a faculdade de artes cênicas. Ambos com interesses iguais e gênios completamente opostos. Logo de início percebem que a “atração” entre eles é algo forte e inexplicável.

Ethan é emocionalmente quebrado e vive de modo reservado. Cassie uma jovem procurando encontrar o seu lugar no mundo.  
Até aqui as coisas parecem normais e um tanto clichê, certo? Mas não é bem
assim.

No livro a história de Cassie e Ethan, ou Taylor e Holt, como eles referem-se um
ao outro, é contada do ponto de vista da protagonista. 


Cassie é escalada para uma nova produção de Romeu e Julieta na Broadway, seu grande número. O que ela não imaginava era que o homem que deu vida e também partiu seu coração seria parceiro na peça que deu vida ao romance dos dois, anos atrás.

Intercalando passagens atuais e de 6 anos antes, quando ambos eram apaixonados e teimosos, vemos uma história de amor se construir.

Cassie que possuía um diário, onde escrevia sobre seus sentimentos por Ethan, relata em flashbacks suas emoções vividas junto ao homem que hoje ela jura odiar.  

Ethan, até então o vilão bad boy sem coração da história, quer a todo custo
reconquistar a mulher por quem ele passou os últimos anos sofrendo, desejando e
sendo “fiel”, de volta. 


Não quero me estender muito nas explicações sobre a história, porque existem
milhares de resenhas sobre esse livro.    

Mas a minha opinião e sentimento pela série Starcrossed, eu preciso dizer.

Primeiro, falar que esse é mais um livro vindo do universo de fanfics e sim, era uma fanfic twilight. Novidade nenhuma, né? Kkkk   
“The Diva Diaries”, nome original da trama foi uma das melhores fanfic que eu
li. E olhem que não foram poucas rs.     
                 
Eu não vejo o livro como clichê nem previsível como li em algumas críticas.

É preciso ler, com bastante atenção e preparado para sofrer junto com Cassie.
Passar pelas transformações de humor de Ethan e se apaixonar por ele na mesma
proporção que vamos odiar as atitudes dele.
Não que no presente a Cassie não seja uma “sem coração” também.

Enfim, eu amo o livro, até mesmo as partes mais angustiantes. Amo ver o quanto Ethan sofreu para chegar onde chegou e luta com todas as armas disponíveis para reconquistar Cassie. Amo que Aro, Jack e Elissa ajudam esses dois a chegarem a um entendimento: Se amam e não funcionam perfeitamente separados. 

Dei 5 estrelas por tudo, escrita perfeita da Leisa Rayven e pela história
envolvente e cativante.
Espero ter transmitido minha ideia sobre o livro e quem ainda não leu, por favor, o faça. Você está perdendo uma história de amor incrível. 
Era isso gente, vejo vocês nos comentários, por favorzinho, comentem kkkkk. Eu
volto em breve com resenha de Minha Julieta e Coração Perverso. 

Beeeijos,
see ya!

Mazinha

Mazinha

Sou Mazinha, minha idade não importa, né? A alma é eterna KKKKK’ Moro em uma cidadezinha inexistente no mapa, sou viciada em Crepúsculo e todas as fanfics baseada nele, o que não quer dizer que a SM seja a minha autora da vida. Amo Romances e tenho me aventurado nos thrillers e segundo a Dani Fernandes eu adoro romance hot, só que nunca confirmei isso! Comecei a ler com 10 anos (vocês que lutem para fazer cálculos, eu sou de humanas).

Leia também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Categorias

Arquivos