Resenha #378 Raio de Sol – Kim Holden @PlanetaLivrosBR

Resenha #378 Raio de Sol – Kim Holden @PlanetaLivrosBR







Título: Raio de Sol
Autor: Kim Holden
Lançamento: 2016
Estante: Skoob
Páginas: 448
Editora: Outro Planeta
Comprar: Amazon
Literatura: Estrangeira
Gênero: Romance, Sick-lit
Estrelas: 5/5

Segredos.
Todo mundo tem um.
Alguns são maiores que os outros.
Alguns, quando revelados,
Podem curar você…
E outros podem acabar com você.
Faça épico, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezenove anos sempre buscou fazer a diferença. Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol.
E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos. Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.



Oi, oi, oi! A primeira coisa que quero falar é que, eu fiquei mais de 2h enrolando pra fazer essa resenha.
O motivo? Estava esperando que as palavras viessem na minha mente, como passe de mágica mesmo, porque esse livro merece uma resenha incrível.

Mas não foi isso que aconteceu e as palavras não surgiram, como a fada madrinha surge para a Cinderella. Mas meu sentimento de amor pelo livro, o sentimento de admiração pela Kate, o sentimento de amizade pelo Keller e Gus, esses sim, vieram a tona, como um Raio de Sol.

“– E por que você chama Kate de “Raio de Sol”?
– Você conhece essa garota? Ela é um exemplo de positividade. É toda raio de sol. Ela não só vê o lado bom das coisas… ela mora lá.”

Raio de Sol é um daqueles livros que deveriam ser obrigatórios nas escolas, tanto como incentivo a literatura, como principalmente pela mensagem que ele passa. Sabe aqueles personagens, que te dão um tapa na cara a cada palavra que sai da boca dele(a)? Kate é exatamente essa personagem.

Kate sabe aproveitar a vida, e o que ela mais quer é aproveitar.
Aos 19 anos, ela deixa sua cidade natal San Diego, para se aventurar na fria Grant e começar a faculdade. Kate que já perdeu a mãe, sofre com a saudade da irmã e o abandono do pai, só tem o Gus como porto seguro.

Carinhosamente apelidada de Raio de Sol, Kate só quer fazer sua faculdade e ter uma boa relação com o sino da cafeteria (entendedores entenderão), que ela frequenta religiosamente todos os dias (viciada? ela?). A última coisa que ela pretendia era se apaixonar, mas acho que vocês já imaginam o que acontece.

Keller, o atendente da cafeteria, se apaixona a primeira vista pelo nosso Raio de Sol e o sentimento é recíproco. Mas viver esse romance não vai ser fácil. Kate vai lutar para não se entregar a paixão.

“– Não estou dizendo que você não deva seguir seus sonhos e objetivos. Só não deixe o presente de lado por um futuro desconhecido. Muitas felicidades são deixadas para trás, ignoradas ou adiadas para um momento que pode não chegar nunca. Não fique esperando as coisas e perca o momento por um amanhã sem garantia.”

Já contei que ela tem um segredo? Pois é, esse segredo que impede dos pombinhos apaixonados viverem a paixão que há entre eles. Mas o tal segredo vocês só vão saber lendo o livro. Por sinal, Keller também tem um.
O mistério ronda nosso lindo casal.

Mas o romance, mesmo que seja um ponto importante na história, não é o foco principal do livro.
A essência da obra é a Kate, mas não de um jeito genérico, como a maioria dos livros.

A personagem principal exerce um papel que, por mais clichê que seja, muda a vida completamente de todos a sua volta e como falei no início, muda nossa vida também, nos dando três tapas na cara a cada página.

“Ler é uma fuga do mundo externo. Todo mundo precisa de um pouco disso para manter a sanidade.”

Kate com toda sua experiência de vida, nos ensina a aproveitar a vida ao máximo, nos mostra que criar laços é mais fácil do que parece, basta querermos ouvir e estar alí para o outro.

Com sensibilidade e carinho, a Kim Holden nos passa uma mensagem de empatia, solidariedade, otimismo, amizade, confiança, esperança e nos deixa um lema a ser seguido: Faça épico.

Raio de Sol se tornou um livro conforto, daqueles que pretendo ler todo ano, mesmo que no final eu esteja em posição fetal. Um livro necessário e indispensável. Leia essa preciosidade e vamos “Fazer épico”.

“Agora, vá… faça épico!
É uma ordem.
Ande.
Por favor.

Kalena

Kalena

Uma estranha criatura, com mania de leitura e que tem um gosto musical um tanto quanto eclético. 24 aninhos, com cara de 15 (é o que dizem) e coluna de 90.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Agenda

junho 2021
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Parceiros