Resenha #385 Harry Potter e a Pedra Filosofal – J.K. Rowling @EditoraRocco

Resenha #385 Harry Potter e a Pedra Filosofal – J.K. Rowling @EditoraRocco






Título: Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter #1)
Autor: J.K. Rowling
Lançamento: 2017
Estante: Skoob
Páginas: 208
Editora: Rocco
Comprar: Amazon
Literatura: Estrangeira
Gênero: Fantasia, Aventura, Infantojuvenil
Estrelas: 4/5

Harry Potter é um garoto cujos pais, feiticeiros, foram assassinados por um poderosíssimo bruxo quando ele ainda era um bebê. Ele foi levado, então, para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural. Pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo. No dia de seu aniversário de 11 anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais. O menino de olhos verde, magricela e desengonçado, tão habituado à rejeição, descobre, também, que é um herói no universo dos magos. Potter fica sabendo que é a única pessoa a ter sobrevivido a um ataque do tal bruxo do mal e essa é a causa da marca em forma de raio que ele carrega na testa. Ele não é um garoto qualquer, ele sequer é um feiticeiro qualquer; ele é Harry Potter, símbolo de poder, resistência e um líder natural entre os sobrenaturais. A fábula, recheada de fantasmas, paredes que falam, caldeirões, sapos, unicórnios, dragões e gigantes, não é, entretanto, apenas um passatempo.



Confesso que demorei anos para ler o primeiro livro de Harry Potter (li em 2017) e somente este ano que terminei a leitura do segundo livro e iniciei o terceiro.

Harry Potter e a Pedra Filosofal vai contar a história de um menino de 11 anos de idade que é órfão e por esse motivo está morando com os tios maternos e o primo, filho desse casal. Harry tem o quarto abaixo da escada, como se fosse um armário. Ali é o seu refúgio.

Ele acredita que seus pais morreram em um acidente de carro, até que algo inesperado acontece. Harry recebe diversas cartas que o informam sobre Hogwarts e que ele será o novo aluno da instituição de Bruxos.

É ai que Harry descobre sua origem, que os seus tios tanto queriam esconder dele.

Os pais de Harry morreram em um ataque do bruxo mais maligno que existe, o Voldemort, aquele que não deve ser nomeado. Harry estava nesse ataque também, mas foi o único que saiu vivo, apenas com um machucado (que ele leva como cicatriz) em forma de raio em sua testa.

Por ser o único sobrevivente, Harry é aclamado no mundo dos bruxos e super famoso e reconhecido. Nem ele mesmo poderia um dia imaginar que essa seria sua vida.

Ao caminho da escola, no trem mágico, Harry encontra e faz amizade com Hermione e Rony. Eles serão seus companheiros nessa incrível jornada.

No começo do livro, fiquei super empolgada com a história de vida e descobertas de Harry. Ver ele sendo feliz foi algo que me gratificou muito.

Mas é claro que tinha que ter uma aventura e suspense, que nesse caso ficou por conta da Pedra Filosofal. Uma pedra capaz de transformar qualquer tipo de metal e também usado como elixir da vida.

Voldermort, quer voltar a ser o grande o poderoso bruxo que já foi um dia, sendo assim, vai em busca desse artefato. Mas Harry, Hermione e Rony fazem de tudo para impedi-lo.

Foi bem gostoso de ler esse livro, apesar de eu já ter lido depois de adolescente e do hype da época ter passado. Além disso, eu comecei a ler bem depois de já ter assistido aos filmes.

Mas como já era de se esperar, o livro é bem melhor que o filme. E mesmo assim, tenho o desejo de rever os filmes depois que eu acabar a maratona dos livros.

Ele faz a gente voltar a infância. Sentir raiva, alegria, se frustrar e querer saber o que aconteceu logo.

Uma leitura super rápida e recomendada para crianças e adultos. É quase impossível não gostar.

Vocês já leram todos os livros da saga?

Beijinhos e até mais 😊

Dani Fernandes

Dani Fernandes

Tenho 25 anos, sou estudante de Sistemas de Informação, mas amo o mundo do literário. Sou apaixonada por romances, mas ando me aventurando nas fantasias e suspenses.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Agenda

julho 2021
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Parceiros