Resenha #77 Arranhando as Paredes [Rusty Nailed], Cocktail II – Alice Clayton @benvira

Título: Arranhando as Paredes [Rusty
Nailed], Cocktail II

Autor (a): Alice Clayton


Lançamento: 2016
Estante: SkoobGoodReads
Editora: Benvirá

Páginas: 228


Literatura: Estrangeira

Gênero: Erótico, Ficção,
Romance


Estrelas: 4/5

Sinopse: Caroline Reynolds e Simon Parker estão de volta, e não mais separados
por uma fina parede… Ao contrário, agora seguem mais juntos, felizes e
pelados do que nunca! A Garota do Baby-Doll Cor-de-Rosa e o Trepador de Paredes
começam o relacionamento aprendendo a lidar com o trabalho de Simon, que inclui
viagens inesquecíveis nas férias de Caroline, mas também longos dias de
distância e saudades. As dificuldades, entretanto, não melhoram quando o casal
finalmente consegue mais tempo para ficar junto. O medo da monotonia de um
relacionamento convencional apavora os dois e acaba transformando o namoro em
uma montanha-russa de emoções, com direito a muitas reviravoltas. Enquanto
lutam contra a “regra” de que os relacionamentos com o tempo acabam em marasmo,
os dois comprovam o maior clichê dos casais: o sexo depois de fazer as pazes é
mesmo inacreditavelmente delicioso. Em meio a tudo isso, eles tentam equilibrar
as demandas do trabalho, os orgasmos de Caroline, o passado de Simon, a casa de
Jillian, as brigas de Sophia e Neil e as tentativas de fuga do gato, Clive. Um
pacote de histórias, risadas, tensão e tesão que Alice Clayton preparou
especialmente para os leitores que ficaram apaixonados por Subindo pelas
Paredes.


****

Arranhando as Paredes continua sexy e engraçado na mesma proporção do primeiro
livro Subindo pelas Paredes e vocês
podem conferir a minha resenha clicando no nome do livro.


Namorando a um ano, Caroline e
Simon estão agora em um relacionamento sólido e com bastante “O’s”. Clive continua sendo
mimado e agora não só pela sua alimentadora,
ele e o altão também desenvolveram
uma relação bem próxima.


Mas como toda vida de adulto,
nosso casal também sofre com as responsabilidades do dia a dia.



Caroline como a design de
interiores competente que é, assume não somente um projeto monumental de
decoração de um Hotel renomado, mas também passa a ser “chefe
interina” da Jillian Designes quando sua patroa resolve sair de férias por
tempo indeterminado depois que se casa com o sonho de consumo geral da nação,
Benjamin.


Simon, que tinha uma vida mais que
agitada com viagens a trabalho e com isso evita a todo custo recordar do seu
passado e automaticamente de seus pais, cede a saudade, podemos assim dizer, e, com o incentivo da sua Garota-do-Baby-Doll-Cor-de-Rosa, decide voltar a sua terra natal, ou como Caroline a gentilmente nomeia de Dinheirolandia, Filadélfia para um
encontro de Dez anos dos Formandos.


Esse encontro traz de volta a vida
do nosso Trepador de Paredes não só
as lembranças de seus pais, como também o reencontro com pessoas muito queridas,
seus amigos ou A Gangue da época da
escola e algo mais.


Acompanhamos nosso casal tomar
decisões conjuntas e separadas, mas construírem uma relação especial do jeito
deles.


E entre muito trabalho da parte de Caroline, pouco trabalho da parte de Simon, um grupo de amigos completamente
louco, lágrimas, abacaxis, confusões
e um gato altamente ativo, nosso casal acabam na casa dos seus sonhos e com um
futuro muito promissor…


Gente, não sei explicar realmente
o que esse livro me fez sentir, quando li Subindo
pelas Paredes
eu dei muitas risadas e amei a leitura mesmo depois de ter
lindo a fanfic
spoiler.


Mas a leitura de Arranhando
as Paredes
foi diferente, óbvio que dei risadas, mas também me
emocionei. A Alice trouxe nesse livro o desenvolver perfeito para um casal que
não começou seu relacionamento de forma convencional.


Vê Caroline e Simon brincando de
casinha literalmente, me deu aquele sentimento de ver seus filhos crescendo, sabe?
aqui fala a idosa


Enfim, o livro é muito bom, uma
continuação maravilhosa, lógico que tem seus “errinhos”, mas relevei
bastante a leitura realmente foi sensacional. Dei 4 estrelas por que, Benvirá vamos lançar logo os outros livros
da série, por fá!?


Super recomendo a leitura e
espero que vocês gostem da minha resenha.


Beeeijos

See ya!
Mazinha

Mazinha

Sou Mazinha, minha idade não importa, né? A alma é eterna KKKKK’ Moro em uma cidadezinha inexistente no mapa, sou viciada em Crepúsculo e todas as fanfics baseada nele, o que não quer dizer que a SM seja a minha autora da vida. Amo Romances e tenho me aventurado nos thrillers e segundo a Dani Fernandes eu adoro romance hot, só que nunca confirmei isso! Comecei a ler com 10 anos (vocês que lutem para fazer cálculos, eu sou de humanas).

Leia também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Categorias

Arquivos