Resenha #79 Vida e Morte, Crepúsculo Reimaginado – Stephenie Meyer @intrinseca


Título: Vida e Morte, Crepúsculo ReimaginadoAutor (a): Stephenie MeyerLançamento: 2015Estante: SkoobGoodReadsEditora: IntrínsecaPáginas: 391Literatura: EstrangeiraGênero: Ficção, Romance, FantasiaEstrelas: 3/5Sinopse: O clássico de Stephenie Meyer revisitado 10 anos depois.
Novamente, os leitores
vão se apaixonar pela arrebatadora história de amor de Bella e Edward… ou,
quem sabe, será uma primeira vez. A edição especial de aniversário inclui um
conteúdo extra e exclusivo: Vida e morte, nova versão em que autora inverte o
gênero dos principais personagens.
Em Vida e morte os
leitores vão se maravilhar com a experiência de ler a icônica saga de amor
agora pelos olhos de um adolescente que se apaixona por uma sedutora vampira.
Numa publicação ao estilo “vira-vira”, a edição comemorativa traz mais de 400
páginas de conteúdo extra, além da nova capa, com Crepúsculo de um lado e Vida
e morte de outro. Os milhares de fãs de Bella e Edward não vão querer perder a
oportunidade de ver seus tão queridos personagens em novos papéis.
“Fico maravilhada que
já se tenham passado 10 anos da primeira edição de Crepúsculo”, cometa a autora
Stephenie Meyer. “Para mim, esse aniversário é uma comemoração dos fãs, que
sempre foram inacreditavelmente dedicados e apaixonados.”


***

Antes de tudo vocês precisam ter consciência de que eu
ainda sou uma Twihard, sou fã da Saga, amei todos os livros inclusive A Breve Segunda Vida de Bree Tanner.
Amei, surtei e chorei com cada filme, acompanhei lives das premieres mundiais
em todo mundo. 
Fui shipper Robsten
até final de 2015. Essa parte é quase verdade, eu ainda sou shipper daqueles
idiotas
. Mas isso não vem ao caso, a Stephenie
Meyer
é umas das minhas autoras preferidas do mundo. Porém isso não me
impede de dizer a verdade sobre Vida e
Morte
.
Se vocês esperam uma resenha de elogios, sinto informá-los
que não será essa.  Na verdade, podem
dizer que eu nem farei resenha completa. 
Primeira questão, até o capítulo 23
– A Escolha
, mais precisamente na página
352
, está tudo igual a história original com exceção da troca de
nomes.

Lógico que vou deixá-los aqui.
Charles Swan e
Renée Swan
continuaram sendo eles mesmo.
Aqui a coisa foi muito irritante.
Carlisle e Esme
são Carine e Earnest Cullen
.
Alice e Jasper foram
são Archie e Jessamine
.
Emmett e Rosalie
são Eleonor e Royal
.
Dá para ver pelas
iniciais de cada nome
que os gêneros foram trocados. 
Billy e Jacob são
Bonnie e Jules Black
e Laurent, Victória e James viraram Lauren,
Victor e Joss
. E os personagens secundários também inverteram os gêneros,
mas os sobrenomes são os mesmos. E eu só gravei o de Jeremy e McKayla Newton.
Segunda questão, tirando essa inversão de gêneros e nomes a revisão do
livro está totalmente confusa e foi muito copia e cola em todos os capítulos,
tem alguns trechos que não revisaram nada e torna a leitura desastrosa, pouco
produtiva e muito irritante. Eu cometo erros de digitação? Claro, mas eu peço
ajuda de muita gente para não ser uma aberração total ao escrever. 
Por isso acho que as pessoas que revisaram o livro ou
estavam muito confusas ou nem ligaram para o azar e se deram ao trabalho de
trocar os pronomes.
Terceira questão, aquele papo de porcentagens de mudanças que a Stephenie
diz ter no livro e balela, tem nada. Você inicia a leitura pego na ilusão de
que ela mudou as patetices que a Bella faz em crepúsculo, mas não, está tudo
igual, as falas, as ações e todo o resto. Então eu ainda não estou elogiando o
livro. 
O que nos leva a quarta questão, no capítulo 23 é que tem
todo o sentido da coisa de Edward ter
virado a Edythe e Bella ter virado o Beau
. Eu posso dizer com 100% de
certeza que Escolha é o melhor título também. Porque vejo 99,99% da
população criticando a minha saga do coração sem nem ao menos entender o que a
Bella sentia e porque Edward relutava tanto para dar/ceder as vontades dela.
Eu particularmente sempre achei Edward muito altruísta, e
isso fazia dele o vampiro meloso que todo mundo diz.
Mas quando, em Vida
e Morte
, Edythe muda as coisas e faz do final algo totalmente diferente.
Podemos ver o que teria sido da saga com apenas 1 livro e também garanto com
bastante certeza que não ia ter muita graça.
Vida e Morte, Crepúsculo Reimaginado, não é o presente que eu queria de 10 anos de Saga, mas eu
também não imaginava que Midnight Sun
fosse finalmente publicado ou será em um futuro próximo.
Quem acompanha nosso instagram e twitter viu que eu cogitei
a possibilidade de devolver esse livro e pedir um reembolso a Stephenie, eu
ainda quero isso. Kkkk
Mas não vou deixar de amar a Saga NUNCA, só não quero
outros livros copia e cola de gêneros invertidos e com revisão meia boca. Dei 3
estrelas sim, não foi impensado. Na verdade, foi única e exclusivamente por que
o final do livro é muito interessante.
Espero de verdade que vocês entendam minhas críticas aqui.
Com essa resenha findamos nossa Semana Sangrenta com posts
especiais sobre vampiros e com base nas visualizações, vamos fazer outra semana
temática em breve, assim como já temos uns projetinhos vindo por aí. 
Fiquem ligados no blog.
Beeeeijos 
See ya!

Mazinha

Mazinha

Sou Mazinha, minha idade não importa, né? A alma é eterna KKKKK’ Moro em uma cidadezinha inexistente no mapa, sou viciada em Crepúsculo e todas as fanfics baseada nele, o que não quer dizer que a SM seja a minha autora da vida. Amo Romances e tenho me aventurado nos thrillers e segundo a Dani Fernandes eu adoro romance hot, só que nunca confirmei isso! Comecei a ler com 10 anos (vocês que lutem para fazer cálculos, eu sou de humanas).

Leia também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Categorias

Arquivos