Resenha #266 Francis – Loputyn @DarkSideBooks

Título: Francis
Autor: Loputyn
Lançamento: 2019
Estante: Skoob
Páginas: 96
Editora: DarkSide Books
Comprar: Amazon
Literatura: Estrangeira
Gênero: Fantasia, HQ
Estrelas: 4 / 5

Uma bruxa e uma raposa sobrevoam uma floresta. Lá do alto, pouco antes de traçarem seu destino inevitável, elas admiram os contornos do Monte Orfano, uma montanha verdejante que esconde mistérios em cada canto. Juntos, elas criam caos e liberdade, mas até onde podem ir antes da escuridão as alcançar?

Reserve um canto especial na estante e separe os melhores ingredientes na bancada. Ao lado da talentosa quadrinista italiana Jessica Cioffi, que atende pelo nome mágico Loputyn, prepararemos uma poção que vai abrir os caminhos mais sombrios dos corações dos leitores da DarkSide® Books. E tudo começa com uma raposa. Anote aí para não esquecer: seu nome é Francis.

Espírito traiçoeiro que reside em cada átomo da montanha, Francis vive em completa solidão. Ao ser conjurado pelos poderes latentes da bruxa Melina, em uma união favorável do destino (ou não), Francis ganha um corpo físico na forma de uma raposa despenteada e uma missão: ajudar a garota na prova mais importante de sua vida para que ela não fracasse.

Não demora muito para que Francis questione seus desejos e escolhas, e logo as personalidades mesquinhas e egoístas de ambas entram em sintonia. E, de repente, quebrar mais um pouquinho as regras não parece algo tão errado assim para Melina…

Francis é uma fábula encantada em que doçura e escuridão existem lado a lado. Com seu traço aquarelado, rico em tons pastéis, Loputyn apresenta uma aventura fascinante com elementos mágicos e mostra que todos temos luz e trevas dentro de nós.

Com um estilo que referencia a moda lolita e faz o leitor mergulhar em um sonho quase etéreo, Francis é uma história sobre entender que sua trajetória pode não ser aquela que você imaginava, e como descobrir sua identidade é um processo tão íntimo que magia alguma pode acelerar ou alterar.

Fonte: Skoob

Eu amo HQs e Graphic Novels e também amo os livros da Darkside. Imagine juntar essas duas coisa numa só. Foi isso que aconteceu quando a Darkside lançou o selo Darkside Graphic Novel. Meus dois amores num só Lugar. Eu sei que já tem um tempo que esse selo foi lançado, mas eu só tive a oportunidade de ter uma dessas preciosidades na minha estante agora (sou pobre galera e a Darkside não me notou ainda).

Francis é da quadrinista italiana Loputyn e trata de temas bem sombrios e sérios de maneira bem delicada. O livro é bem colorido e as ilustrações são adoráveis, tornando a jornada da bruxinha Melina um pouco mais encantadora. A graphic novel acompanha a história da bruxa Melina, uma aprendiz que não é muito dedicada aos seus estudos como bruxa e que gosta de uma boa farra. Ela esta prestes a duelar com Camélia, sua amiga e uma das aprendizes mais dedicadas.

Quem ganhar o duelo será a nova sacerdotisa, entretanto, Melina não se preparou previamente como deveria. Ao invés disso, ficou indo a festas e se embebedando. Porém, na última hora, ela percebe que não está preparada, que não tem uma estufa com ervas cultivadas, que não estudou poções e não faz a menor ideia de como ela irá vencer o duelo. Assim, após essa epifania, que foi prontamente combatida com uma bebedeira, ela parte para o desespero. E bem sabemos que medidas desesperadas só acabam em desastres.

Esse quadrinho é lindo, aqui temos uma bruxa que não tem medo de viver, temos mulheres que são livres e que acreditam umas nas outras. Temos bruxas que são boas e más ao mesmo tempo. Temos Camélia que, vendo o desespero de Melina, tenta ajudá-la. Temos a sacerdotisa que é uma senhora bondosa e que exige respeito das suas aprendizes, coisa que Melina não faz. Ela rouba o grimório da alta sacerdotisa e, em meio a mais uma bebedeira, realiza uma invocação.

Ela invoca uma raposa. Francis. Com uma personalidade uma pouco controversa, ora parecendo uma figura doce e ora sendo uma figura sombria, ele acaba não despertando boas decisões na bruxinha.

A história traz toda uma aura de conto de fadas. Loputyn desperta esse sentimento de saudade da infância nos leitores, nos lembra de coisas fofas e doces. A diagramação da darkside está maravilhosa e os traços e cores da HQ são lindas.

Essa história foi uma agradável surpresa. Eu não esperava tanta delicadeza nos traços da Loputyn e nem temas tão sombrios abordados de maneira delicada. É uma leitura rápida e bem prazerosa que eu recomendo para todos!

Beijos e até a próxima!

Bell

Bell

Sou Bell Paula, tenho 28 anos e sou Bacharel em química e estudante de Tecnologia de Processos Químicos. A leitura está presente na minha vida desde criança, quando meus pais compravam para mim os gibis da Turma da Mônica, isso com meus 8 anos. Apaixonada por série que ninguém conhece, filmes clichês e músicas estranhas, tenho no manuscrito um lugar para falar das minhas leituras e compartilhar minha paixão. Amo livros de YA, romance e fantasia, mas adoro um bom clichê.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Categorias

Editora Parceira

Aliança de Blogueiros

Arquivo