THE WITCHER

Título: The Witcher

Lançamento: 2019

Duração: 60 min

Gênero: Aventura e Fantasia

Direção: Lauren Schmidt Hissrich

Elenco: Henry Cavill, Anya Chalotra, Freya Allan

País: EUA

Nota: 5/5

Sinopse: O mutante Geralt de Rívia é um caçador de monstros que luta para encontrar seu lugar num mundo onde as pessoas muitas vezes são mais perversas que as criaturas selvagens.

O novo sucesso da Netflix, The Witcher, chegou no final de 2019 para despertar nos fanáticos por séries, o desejo de se aventurar no mundo fantástico repleto de perigos e magia da obra de Andrzej Sapkowski com a direção de Lauren Schmidt Hissrich.

A série de 8 episódios, acompanha a jornada de Geralt de Rívia: um bruxo que concebeu habilidades básicas de magia e alquimia, após passar por extremos treinamentos e mutações. Geralt, viaja pelo chamado Continente — que se divide entre os Reinos do Norte e o Império Nilfgaardiano —, cumprindo sua missão de matar monstros em troca de dinheiro. Com o decorrer do tempo, este se vê envolvido com outros acontecimentos que vão além de alguns trocados.

Baseada no Best-Seller internacional, The Witcher vem para mostrar muito além da vida do bruxo Geralt. A obra cinematográfica conta paralelamente ao caminho traçado pelo protagonista, a história de: Yennefer de Vengerberg (uma mulher com um passado tribuloso) e da Princesa Cirilla do Reino de Cintra. A série propõe ao espectador compreender a origem dessas duas personagens que são importantes para o encaixe dos grandes acontecimentos que se sucederão na trama. Quanto a Geralt, a série não se aprofunda em sua origem, ao contrário, traz ao público um apego pelo personagem ao retratar o bruxo não como uma figura intocável nos momentos de perigo, mas uma figura que sofre com seus obstáculos, que tem suas fraquezas e principalmente seus princípios.  

Torna-se válido salientar que The Witcher conseguiu agradar tanto os fãs dos livros, quanto os fãs do jogo que permanece atualizando-se desde seu lançamento em 2007. Mesmo com estes dois fatores, a série consegue agradar e ser entendida pelos iniciantes neste mundo de aventura. Mas atenção, o público “noob” (novato) deve saber que a linha temporal dos acontecimentos dos episódios pode ser um pouco complicada de se compreender, porém nada que um olhar especial, ou um estrategista e/ou um graduado em 2 temporadas de Dark não consiga desenrolar.

Quanto a ficha técnica, os episódios do bruxão obtém uma boa fotografia que engrandece os personagens e um bom CGI (Computer-generated imagery ou imagens geradas por computador) que traz veracidade aos fundamentais reinos do Continente. O destaque de The Witcher vai para as cenas de luta. Henry Cavill, o ator que dá vida ao personagem Geralt de Rívia, fez todas as cenas de ação (com espadas) espetacularmente coreografadas e ensaiadas que são de tirar o fôlego com poucos cortes. Os figurinos medievais são todos belos, e a trilha sonora cria nos momentos certos: tensão, relaxamento e empolgação. E sobre a empolgação, o personagem Jaskier O bardo que fica no encalço do bruxo Geralt, é quem ajuda a trazer o alívio a muitas cenas de apreensão com seu jeito leve e de certo modo: atrapalhado e brincalhão.

The Witcher, é uma série incrível que vale ser apreciada por todos cinéfilos ou não cinéfilos. Isso mesmo leitor, vá contemplar esta obra, e dê um trocado pro seu bruxo, ou para os bilíngues: Toss a Coin to Your Witcher.

Julia Paranhos

Julia Paranhos

Sou uma estudante de jornalismo completamente apaixonada por livros em especial de romance e aventura. Adoro assistir filmes, séries e doramas. Faço resenhas destes tópicos no Blog e estou extremamente feliz por fazer algo que tanto amo que é escrever.

Leia também

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Categorias

Arquivos