Uma Família de Dois

Título: Uma Família de Dois
Lançamento: 2017
Duração: 1h 58 min
Gênero: Drama, Comédia
Direção: Hugo Gélin
Elenco: Omar Sy, Gloria Colston, Clémence Poésy
País: França e Reino Unido
Nota: 4/5

Samuel nunca foi de ter muitas responsabilidades. Levando uma vida tranquila ao lado das pessoas que ama no litoral sul da França, ele vê tudo mudar com a chegada inesperada de uma bebê de poucos meses chamada Glória, sua filha. Incapaz de cuidar da criança, ele corre para Londres a fim de encontrar a mãe biológica, mas, sem sucesso, decide criá-la sozinho. Oito anos depois, quando Samuel e Glória se tornam inseparáveis, a mãe retorna para recuperar a menina.

Confesso que só quis assistir a esse filme por causa do Omar Sy. O mesmo ator que fez Intocáveis. Mas com o decorrer do filme, percebi que valeria a pena assistir também pela história que se tratava.

Samuel é um rapaz muito mulherengo, que trabalha no litoral da França. Ele se vê perdido, sem saber o que fazer quando se depara com uma mulher com quem ele havia dormido meses antes. Ela informou que ele tem uma filha recém nascida chamada Glória e deixa o bebê com ele, saindo sem despedir e entrando num táxi.

O protagonista então, tenta encontrar a mulher que deixou a criança com ele. Indo parar em Londres. Mas é claro que ele não encontra a mãe de Glória.

No metrô ele encontra um homem que será seu melhor amigo no futuro e o mesmo vê que Samuel tem jeito para ser dublê. E é ai, que a nova vida do Samuel começa.

Vamos vendo Glória crescer e se desenvolver, assim como veremos os papeis de Samuel nos cinemas e séries como dublê.

Quando Glória completa 8 anos de idade, surge um grande desejo de reencontrar a mãe. E felizmente ou infelizmente, a mãe reaparece.

Ela entra na vida dos dois, mas é claro que fará uma bagunça.

A mulher que abandonou Glória quer a guarda da menina. Mas o pai, obviamente não quer deixar isso acontecer. Afinal, Glória é tudo o que ele tem.

Esse filme me emocionou demais. Eu adorei a forma como tudo foi sendo construído e também a reviravolta que teve.

É um filme muito inesperado, que quando você acha que tudo se ajeitou, acontece algo e muda tudo.

Com certeza valeu muito a pena assistir esse filme, não só pela atuação do Omar (que foi o principal motivo por eu ter iniciado o filme), mas pela história em sim.

Se você gosta de drama, vai amar esse filme. Ele tem os momentos certos para entrar com o alívio cômico, assim como o momento exato de voltar para as questões dessa família de dois.

Você já assistiram esse filme? O que acaharam?

Beijos e até mais.

Dani Fernandes

Dani Fernandes

Tenho 24 anos, sou estudante de Sistemas de Informação, mas amo o mundo do literário. Sou apaixonada por romances, mas ando me aventurando nas fantasias e suspenses. Adoro falar sobre livros, séries e filmes.

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Categorias

Editora Parceira

Aliança de Blogueiros

Arquivo