Resenha #396 Skyfall – Carlosbennoda

Skyfall é um conto auto-publicado em agosto de 2020, pelo autor e criador de conteúdo digital, Carlos Bennoda. Carlos vem crescendo no ramo digital enquanto fala de música, livros e poesia, sempre de forma alegre e divertida.
1 Shares
1
0
2
Resenha #396 Skyfall – Carlosbennoda







Título: Skyfall
Autor: Carlosbennoda
Lançamento: 2020
Estante: Skoob
Páginas: 8
Editora: Independente
Comprar: Amazon
Literatura: Brasileira
Gênero: Contos, Drama
Estrelas: 5/5

Este é o começo do fim. É quando tudo termina. Já se imaginou andar no corredor da morte sob o olhar perfurador das acusações alheias? Já sentiu o peso do mundo depositado nos seus ombros lhe dizendo que você não tem força suficiente para suportar a própria alma? Skyfall é um conto visceral, profundo e mortal. Aquele conto que ao terminar te deixa devastado.



 “Fui comparada à outras, fui metaforizada em outros corpos e outros jeitos, tive que vestir corpos que não eram meus.”

   Skyfall é um conto auto-publicado em agosto de 2020, pelo autor e criador de conteúdo digital, Carlos Bennoda. Carlos vem crescendo no ramo digital enquanto fala de música, livros e poesia, sempre de forma alegre e divertida.

   Quanto à sua obra, Skyfall tem um corpo duro, sentimental, forte, reflexivo e filosófico. Tendo apenas 8 páginas, ele te pega na primeira estrofe, te guia  o levando até o céu e lhe solta, deixando-o cair e sentir o impacto da última página.

   Escrito por um homem, o conto tem protagonismo feminino e o autor consegue transmitir a sua dor com sensibilidade. Eu li sentindo o peso dos ombros daquela pobre mulher traída.

“Qual meu nome? Mulher. Sou todas as que se libertam e todas as que adquirem forças na sua própria essência.”

   O enredo se desenrola ao redor de uma mulher, contando, em lamúria, a percepção da traição do marido, pronta para se entregar de vez ao breu.

   Esse escrito tem um peso maior para as leitoras femininas, pois muitas podem se ver representadas ali, naquelas páginas e na dor da personagem. Entretanto, deixo aqui os alertas de gatilho que esse conto pode provocar.

   A beleza na tristeza que esse conto exprime precisa ser lido e debatido. É algo tão comum atualmente e, mesmo assim, pouco falado; pouco observado. Carlos foi cirúrgico trazendo à tona a escuridão de uma separação.

3 Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *