Resenha #95 Um Acordo de Cavalheiros – Lucy Vargas @BertrandBrasil

0 Shares
0
0
0
Título: Um Acordo de Cavalheiros
Autor (a): Lucy Vargas
Lançamento: 2017
Estante: Skoob – GoodReads
Páginas: 350
Editora: Bertrand Brasil

Literatura: Nacional

Gênero: Romance, ficção


Estrelas: 5/5

Um romance sensual e arrebatador repleto de intrigas, morte e desejo.
Tristan Thorne, o Conde de Wintry, não é um homem para brincadeiras. Com uma vida de segredos, amado e odiado na sociedade, ele não é o parceiro ideal para uma dama. Dorothy Miller não sabe o que há por trás de suas motivações, apenas que ele é bastante intenso. Os jornais dizem que ele bebe demais, joga demais e ama escandalosamente. E até mata. Como uma dama determinada a ser dona do próprio destino como Dorothy Miller acaba em um acordo com um homem como Lorde Wintry? Você teria coragem de guardar um segredo com o maior terror dos salões londrinos? Lembre-se: Nunca faça acordos com ele, pois o conde sempre volta para cobrar.

Lucy Vargas é uma autora encantadora, não só pela sua escrita, suas histórias, mas também pela sua simpatia com seus fãs. Eu conheci a autora no início do ano passado quando fui ao lançamento de Uma Dama Imperfeita aqui no Rio (e por coincidência, era o dia do meu aniversário também). E tive a oportunidade de reencontrar com ela na Bienal. Em ambas as vezes ela foi super simpática e muito atenciosa com todos. 


Lucy Vargas em vários livros lançados, como as séries Os Prestons, lançada pela Editora Charme, Os Ward, lançada pela Amazon, e agora Um Acordo de Cavalheiros, lançado pela Bertrand Brasil. 

Em um Acordo de Cavalheiros, conhecemos a história de Dorothy  Miller, uma dama de reputação impecável, embora esteja ficando um pouco velha e deva arrumar uma casamento logo. Dorothy é órfã e mora com o tio doente e a prima, Cecilia. Em todas as suas temporadas, Dorothy tentou a todo custo parecer uma dama de reputação impecável e bem vista perante a sociedade para que quando sua prima debutasse elas fossem chamadas para os melhores bailes e assim a menina possa arrumar uma bom casamento.

No entanto, essa postura de menina recatada e dama impecável pode ser abalada por um acontecimento um tanto surpreendente. Dorothy acorda numa cama estranha, apenas de meias e com um estranho. O estranho é ninguém menos do que Tristan Thorne, o Conde de Wintry. Tristan, após o ocorrido, decide propor um acordo a Dorothy, a quem ele chama de Dot, que eles se tornem amantes durante a temporada. 

Um Acordo de Cavalheiros já tem seu início de forma inesperada com Dot acordando junto ao maior libertino de Londres e não se sentindo tão horrorizada quanto deveria, se comparado aos demais romances de época. Se você acha que encontrará uma descrição de como os protagonistas se apaixonaram gradualmente até se casarem e finalmente terem uma noite de amor, você está muito enganado. Aqui as coisas já começam na noite de amor entre eles, ou quase isso, já que Dot dormiu bem quando as coisas começaram a esquentar.

Outro ponto que diferencia Um acordo de Cavalheiros de outros romances de época é que a autora criou personagens bem a frente de seu tempo. Dot, apesar de ter algumas inseguranças, se mostra uma mulher bem moderna e não sendo uma mocinha tão casta quanto todos pensam que ela é, ela quer mais do que apenas um bom casamento. E Tristan, mesmo sendo um homem do século XIX, é bem resolvido quanto a sexualidade das mulheres e é o principal responsável pelo crescimento de Dot, não só como ser humano, mas também como mulher, ele a ajuda a descobrir que ela e só ela possui o direito de escolha sobre o próprio corpo. A autora escreve sobre um tema que, mesmo em pleno século XXI, ainda não é tão discutido quanto deveria e assim ela, além de abrir mais uma brecha para que as pessoas possam discutir o assunto, criou também personagens muito a frente de seu tempo.

A história ainda possui em sua trama um mistério, o passado do Conde. Tristan persegue uma vingança pessoal e possui, assim como Dot, alguns segredos que só começam a ser revelados no meio da trama. No entanto, a cada revelação a história fica cada vez mais intrigante e várias vezes me peguei tentando adivinhar o que aconteceria em seguida.

Outro ponto forte do livro é que a autora não tentou colocar personagens clichês, que acabam de alguma maneira se redimindo e mudando totalmente em prol do amor. Porque vamos combinar, isso tudo é muito lindo, mas não passa de mentira. Aqui os personagens são reais e, apesar de todo caminho que percorrem para ficarem juntos, ninguém muda só para agradar o outro, ou você ama a pessoa como é, ou não ama.

O livro é escrito em terceira pessoa e a narrativa é completamente empolgante e apaixonante, com algumas pitadas de humor. E eu me surpreendi ao me pegar gargalhando ao ler uma cena do casal e na cena seguinte ser completamente intensa. Lucy Vargas conseguiu construir essa passagem entre as cenas de forma impecável, de maneira que em um momento você está rindo com a cena de Tristan e Dot e no momento seguinte a cena está carregada de paixão e tensão.

Sobre os personagens secundários, eu só posso dizer que já quero um livro contando a história de Cecilia, porque ela, mais do que ninguém, merece finalmente encontrar alguém por quem se apaixone de verdade e quero também um livro contando a história do Duque e da Duquesa e outro contando a história do casamento da Nancy.

Esse livro, com certeza entrou para a lista de preferidos de 2017 e eu recomendo para todos que gostam de um bom romance de época onde a mocinha não é besta e sabe muito bem o que quer da vida. 
0 Shares
46 comentários
  1. Oi, Bell.
    Tive o prazer de conhecer a autora, mas ainda não tive a chance de ler nenhum de seus livros. Um Acordo de Cavalheiros já está na minha lista de desejados e sua resenha só me deixou ainda mais animada! Eu amo romances de época!!
    beijos
    Camis – blog Leitora Compulsiva

  2. Gostei de saber mais sobre a escritora e sobre o livro. Não conhecia nem a escritora e nem o livro. Mas ambos me parecem ser maravilhosos. Já quero ler Um acordo de cavalheiros.

  3. Gosto muito… muito de ler… e adoro as dicas por aqui. Mas essa autora eu não conhecia. Nem os livros… Agora que já sei um pouco mais… Vou colocar na minha lista. Obrigada por nós apresentar. Bjusssss

  4. Não sou de ler muitos livros desse gênero, mas sua resenha me deixou curiosa para ler esse, já que você disse que os personagens são à frente do tempo, e gosto disso em livros assim. Fora que saber que a narrativa é empolgante já ganha pontos também!
    Espero poder ler em breve!
    Ah, e adorei seu layout hahah 😉

    Virando Amor

  5. Oi Beli!!!
    Conheço a Lucy em um evento da Charme e ela realmente é uma pessoa incrível!!! Apesar de tudo ainda não consegui ler as obras dela, mas elas estão na lista de desejados com certeza, até porque sou louca por romances de época!!
    Parabéns pela resenha

    Beijokas

    Kelly- Paraíso das Ideias

  6. Oi, tudo bem?

    Quero muito ler este livro. Sou apaixonada por romances de época, e não vejo a hora de poder ler este. Ainda não conheço a escrita da autora, mas estou torcendo para que ela me conquiste com esse livro. Mas pelo o que li desse livro, acho que ficarei satisfeita e muito feliz com a leitura.

  7. Eu preciso ler esse livro, amo romances, mas detesto romances em que a personagem principal é sonsa e coitadinha, e pela tua resenha não é nesse livro … quero esse livro rsrs
    Bjs (•‿•)

  8. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não li nada da Lucy Vargas, mas estou curiosa desde que esse livro foi lançado. Parece ser uma leitura muito envolvente mesmo e que foge de alguns clichês dos romances de época. Gostei, principalmente, de saber que os personagens não passam por aquela transformação em que um muda por amor ao outro. Acho muito mais crível quando eles se aceita e respeitam do jeito que são, como parece ser o caso desse livro.
    Adorei a resenha e fiquei ainda mais curiosa para conhecer a escrita da Lucy Vargas. Dica anotada!
    Beijos!

  9. Oie!
    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas já li alguns dos títulos da autora, e gosto muito da narrativa dela.
    Esse livro está na minha lista de leitura, só não sei se vou conseguir fazer isso em 2017, uma ótima dica!
    bjks!
    Histórias sem Fim

  10. Oi, tudo bem? Não conhecia nem a autora nem o livro, mas a trama não me atraiu muito, devo confessar. Apesar de você dizer que as personagens não são clichês, a história parece um pouco mais do mesmo. A capa, como a da maioria desses livros, é linda demais.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

  11. Olá! Eu já tive contato com outras obras da autora mas realmente não me prendeu, não é que seja horrível ou algo do tipo, mas não é o meu tipo de escrita e de história. Não tenho certeza se arriscaria outra vez ler algum obra da autora, mas eu fico realmente feliz que você gostou. A sua resenha está maravilhosa ❤️

    1. É uma pena que as outras obras da autora não tenham te prendido. Se não rolou o livro pra você fazer o que, né? Bora pro próximo livro!
      Mas fico feliz que você tenha gostado da resenha! 🙂

  12. Olá, tudo bom?
    Comprei esse romance recentemente e agora já quero ler para ontem! Amei esse começo bem diferente de trama e saber que os personagens não mudam para se agradar – isso de fato, é lindo mas pouco verossímil!
    Adorei saber que a Dot é a frente de seu tempo e que os segredos do mocinho vão sendo revelados e só vão deixando a trama mais intrigante. Vai ser o meu primeiro contato com a escrita da autora e já sei que vou amar! RS
    Amei sua resenha <3

    Beijos!

    1. Leia, você com certeza irá amar!
      Esse será o primeiro contato com a escrita da Lucy? Nossa, você vai começar bem. Se você quiser, depois procura os livros dela da série Os Prestons, lançados pela Charme, são muito bons também.
      E fico feliz que você tenha gostado da resenha!
      Bjos.

  13. Olá, tudo bom?

    Eu ainda não conheço o trabalho da Lucy Vargas, mas fico feliz por ela conseguir publicar tantos livros. O melhor é ela criar bons personagens. Adorei saber que a Dot é uma mulher moderna, apesar da época em que a história se passa, e que o Tristan é bem resolvido sobre a sexualidade das mulheres, mostrando pra ela que ela que tem o direito de escolha sobre o que fazer com o próprio corpo. Isso é um tabu inclusive agora, em pleno 2017, onde as pessoas ainda julgam as mulheres e suas vidas sexuais.
    Adoro quando os personagens são descritos como reais, sabe? E que não mudam para agradar o outro. Estou ansiosa para ler o livro.

    Enfim, adorei o post, obrigada pela dica 🙂
    Abraços.

    https://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

  14. Olá, tudo bem?

    Cheguei a conhecer a autora em um evento da Charme aqui em São Paulo e gostei muito dela. Acabei comprando o primeiro livro, mas ainda não li, to esperando a oportunidade de adquirir o segundo para poder ler. E esse está na lista de desejados. Não vejo a hora de ler.

    Beijos

    1. Oi, tudo bem sim!
      A Lucy é um amorzinho de pessoa! Esses livros que ela lançou pela Editora Charme também são muito bons. E parece que ela vai lançar o terceiro livro dessa série em breve. Mal posso esperar!
      Bjos.

  15. Oie!!!
    Nossa eu tnho que concordar com vc que a Lucy é uma pessoa incrível, extremamente doce e simpatica.
    Acho muito interessante o Dom que ela tem em escrever os romances de época.
    Conheço os seus livros lançados pela Charme, não conhecia esse livro, essa é a primeira resenha que leio dele e devo dizer que já o desejo! haha

    beijos
    Livros & Tal

    1. A Lucy é um amorzinho de pessoa. Adoro ela!
      E amo ainda mais os livros dela!
      Sério que você não conhecia esse livro dela? Só tenho uma coisa a lhe dizer: assim que você puder leia! Você com certeza vai amar!
      bjos.

  16. Adorei seu post! Não conhecia o livro, mas achei super interessante e bem feita sua resenha! Fiquei com vontade de ler! Parabéns! 🙂
    by: atravesdaescrita.blogspot.com

  17. Oie, tudo bem?
    Espero poder ler em breve, pois eu amo livros de época apesar de não ter tido chance de ler muitos ainda. Adorei saber que se trata de uma protagonista a frente de seu tempo, isso com certeza é muito importante quando avalio um bom livro.

  18. Oi!
    Uma amiga leu os dois últimos livros da autora e acabou não gostando muito, como meu gosto literário é bem parecido com o dela acredito que Lucy realmente não é pra mim.
    Mas ainda assim sua resenha está mto boa

  19. Oiee ^^
    Como eu adoro romances de época, senti que essa foi uma ótima dica…haha' acho que já tinha visto algo sobre a autora antes, mas não me lembrava da premissa desse livro. Fico muito feliz em saber que você adorou o livro, a ponto de ele ser uma das melhores leituras do ano. Realmente espero que o mesmo aconteça comigo /
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

  20. Olá! É tão lindo ver uma autora ser tão amada e elogiada assim por sua obra! Conheço a Lucy e fico feliz pelo livro deixar tantos leitores felizes também. Ainda não li Um acordo de cavalheiros e apesar de gostar mais de outros gêneros literários, parece mesmo um a história encantadora. Desejo sucesso! E parabéns pela resenha!

    Bjs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *